Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2350

Título: Colecções de história natural como fonte de ADN degradado: teste de protocolos moleculares com aplicação à genética forense
Autor: Sardinha, Patrícia de Fátima Caeiro, 1982-
Orientador: Silveira, Cristiane Bastos
Dias, Deodália Maria Antunes, 1952-
Palavras-chave: Ciência forense
História natural
Mamíferos
Aves
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: A utilização da molécula de ADN para fins de identificação taxonómica, de uma amostra de origem desconhecida, é a aplicação mais comum na investigação forense. No entanto, uma correcta identificação genética de vestígios biológicos depende da existência de colecções de referência, que permitam a autenticação da identificação. As características dos vestígios biológicos encontrados em cenários forenses permitem analogias com espécimes de colecções de história natural o que as torna numa fonte ideal de ADN degradado para teste de técnicas e marcadores moleculares com aplicação forenses. O presente trabalho teve como objectivo contribuir com dados genéticos, de espécies de mamíferos e aves, para colecções e bases de dados de referência que possam apoiar a investigação forense de vestígios biológicos de variantes genómicas não humanas. Foram realizadas optimizações nos protocolos de extracção e amplificação que resultaram na recuperação de informação genética de amostras com ADN degradado. A utilização de primers que amplificam fragmentos mais pequenos também se revelou uma estratégia alternativa eficiente. Foram geradas um total de 19 sequências do gene Cyt b e 52 do COI pertencentes a espécies de mamíferos e aves existentes em Portugal.
The use of DNA molecule for purposes of taxonomic identification, in a sample of unknown origin, is the most common application in forensic investigation. However, a correct genetic identification of biological evidence depends on the existence of reference collections, enabling the authentication of identification. The characteristics of biological evidence found in forensic scenarios allow analogies with specimens of natural history collections which makes them an ideal source of DNA degraded to test techniques and molecular markers in forensic application. This study aimed to contribute with genetic data from mammals and birds species to collections and reference databases which may assist the forensic investigation of biological traces of non-human genomic variants. Optimizations were performed in the extraction and amplification protocols that resulted in the recovery of genetic information from degraded DNA samples. The use of primers that amplify smaller fragments also proved an efficient alternative strategy. We generated a total of 19 Cyt b gene sequences and 52 COI gene sequences of mammals and birds in Portugal.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2350
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc090527_tm_Patricia_Sardinha.pdf776,35 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia