Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/23579
Título: Categorização social em contexto : como utilizamos as categorias sociais para codificar informação em função das experiências de recuperação anteriores?
Autor: Bruno, Vânia Maria Filipe
Orientador: Palma, Tomás Alexandre Campaniço
Marques, Leonel Garcia, 1958-
Palavras-chave: Categorização social
Estereótipos
Aprendizagem implícita
Memória
Teses de mestrado - 2015
Data de Defesa: 2015
Resumo: Propomos que a categorização social é orientada para a ação na medida em que as pessoas apreendem a estrutura do contexto que as rodeia e otimizam as suas estratégias de codificação das categorias sociais em função dessa estrutura. Para explorar esta ideia, realizámos um experimento com quatro ciclos de estudo-teste. Nos três primeiros testes os participantes tinham de identificar apenas o género ou a idade de pessoas que disseram frases neutras na fase de estudo anterior e no quarto teste tinham de identificar tanto a idade como o género das pessoas-alvo que disseram as frases. Os resultados revelaram que o desempenho dos participantes piorou no quarto teste quando responderam sobre a categoria social que tinha sido irrelevante nos três primeiros testes. Tal sugere que os participantes adaptaram as suas estratégias de codificação da informação sobre as categorias sociais, em função das experiências de recuperação anteriores. Os resultados evidenciam ainda a importância das experiências de recuperação para a aprendizagem da estrutura do contexto e da utilização de múltiplos ciclos de estudo-teste para a investigação dos processos de categorização social.
We propose that social categorization is action oriented such that people apprehend the structure of their surrounding context and optimize their strategies to encode the targets’ social categories according to that structure. To explore this idea, we conducted an experiment with four study-test cycles. In the first three tests, participants only had to identify the gender or age of the target-subjects who had told neutral sentences in the previous study phases. Critically, in the fourth test, they had to identify both the gender and age of the targetsubjects. The results revealed that participants’ performance was worse in the fourth test, when they had to answer about the social category which had been irrelevant on the first three tests. This suggests that participants are capable of optimizing their information encoding strategies about social categories as a function of their previous retrieval experiences. Furthermore, these results highlight the relevance of the experiences of retrieval towards context structure learning and also the importance of using multiple study-test cycles when investigating social categorization processes.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Cognição Social Aplicada), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/23579
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie051031_tm_tese.pdf744,72 kBAdobe PDFVer/Abrir
ulfpie051031_tm_anexos.pdf2,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.