Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2453

Título: Sites de relações sociais : potencialidades na adolescência
Autor: Nunes, Diogo Manuel Pereira
Orientador: Alvarez, Maria João, 1963-
Palavras-chave: Adolescência - Portugal
Redes sociais
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: O objectivo deste estudo prende-se com a exploração do impacto positivo dos SRS (Sites de Relações Sociais) nos adolescentes, com base em concepções teóricas referentes às áreas da formação da identidade (Elkind, 1967; Erikson, 1959). Especificamente, procura-se explorar/analisar comportamentos relacionados com hábitos de utilização de tais sites, tendo em conta oportunidades criadas na vida “offline”. Esta nova linha de investigação contrasta com uma anterior, mais pejorativa relativa ao uso da internet (Bargh & McKenna, 2004; Kraut et al., 1998, 2000; Shaw & Gant, 2002; Steinfield et al., 2008). Assim, é cada vez mais importante compreender o impacto que esta nova tecnologia tem nas suas vidas. O objectivo é consegui-lo por intermédio de uma extensa revisão da literatura, a fim de descobrir os principais benefícios que podem estar a ter ao usar SRS. Criámos para o efeito quatro categorias alusivas a um resultado/categoria final, o bem-estar dos adolescentes. São elas: (1) necessidade de pertença e integração, (2) capital social (3), preocupações de desenvolvimento e (4), preocupações de privacidade. Tendo em conta estas categorias, será abordada, em última análise, uma relação com o (5) bem-estar e auto-estima. Para este efeito, a exploração de certos constructos é proposta para cada uma dessas categorias, através de adaptação de medidas encontradas na literatura. Assim, para a primeira, a escala de “Percepção da Comunicação Online” (Peter & Valkenburg, 2006) e a “Escala de Pertença” (Gambone & Arbreton, 1997) são propostas para adaptação; para a segunda, propomo-nos utilizar as escalas de “Medidas de Capital Social” (Ellison et al., 2007), para a terceira é a “Escala de Auto-Revelação Íntima Online” que se pretende ajustar (Schouten, Valkenburg, & Peter, 2007); para a quarta utilizar-se-á a escala de “Preocupações de Privacidade” (Diney & Hart, 2006). Finalmente, para avaliar o impacto no bem-estar /auto-estima é proposta a Escala de Auto-estima de Rosenberg (Rosenberg, 1965).
The aim of this study relies on the exploration of the positive impact of SNS (Social Network Sites) on adolescents, based on theoretical conceptions referring to identity formation (Elkind, 1967; Erikson, 1959) areas. More precisely, it seeks to explore and analyse the related behaviours with utilization habits of such sites, while taking into account opportunities provided by SNS in their real and offline lives. This new line of investigation contrasts with an earlier, more pejorative view regarding internet use (Bargh & McKenna, 2004; Kraut et al., 1998, 2000; Shaw & Gant, 2002; Steinfield, Ellison, & Lampe, 2008). Thus, it is increasingly important to understand the impact that this new technology prints on adolescents. The purpose was to do an extensive literature review, in order to discover the main benefits youngsters might be having by using SNS, where four categories were created, concerning a final outcome/category, the well-being of adolescents. They are (1) the need for belonging, (2) social capital, (3) adolescent developmental concerns and (4) privacy concerns. Given these categories, a relation with their (5) well-being and self-esteem will be addressed in a final analysis. For this purpose, an exploration of certain constructs is proposed, for each one of those categories, through an adaptation of measures. Thus, for the first one, Perceptions of Online Communication (Peter & Valkenburg, 2006) and the Belonging Scale (Gambone & Arbreton, 1997) are proposed for adaptation; for the second one, we will use the Measures of Social Capital scales (Ellison, Steinfield, & Lampe, 2007); for the third one, the Online Intimate Self-Disclosure scales (Schouten, Valkenburg, & Peter, 2007) will be adjusted; for the fourth we intend to adapt the Privacy Concerns scale (Diney & Hart, 2006). Finally, to evaluate the impact in well-being/self-esteem, the Rosenberg Self-Esteem Scale (Rosenberg, 1965) is proposed.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2453
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp035862_tm.pdf370,01 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE