Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/246
Título: Avaliação da efectividade e segurança dos esquemas antiretroviricos nos doentes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana 1 do Hospital Garcia de Orta
Autor: Rodrigues, Catarina
Orientador: Fernández-Llimós, Fernando
Águas, Maria João
Palavras-chave: Sida
Terapêutica anti-retroviral
Teses de mestrado
Data de Defesa: 2007
Resumo: O tratamento etiologico da infeccao por vírus da imunodeficiencia humana (VIH) teve inicio há duas decadas atras com a zidovudina (AZT), altura em que se demonstrou que a utilizacao deste antiretrovirico acarretava beneficios clinicos nos infectados por VIH. Desde a monoterapia com AZT ate aos dias de hoje, dispomos actualmente de cerca de 20 moleculas com possibilidade de construir esquemas terapeuticos muito potentes. O inicio ou a modificacao da terapêutica antiretrovirica devem ser orientados pela monitorizacao da carga viral e da contagem dos linfocitos TCD4+, para alem da avaliacao do estado clinico do individuo. OBJECTIVOS: Este trabalho pretende contribuir para conhecimento da realidade do Hospital Garcia de Orta (HGO) relativamente aos doentes infectados por VIH1 seguidos em consulta neste hospital. Definiram-se assim os seguintes objectivos especificos: caracterizacao dos esquemas terapêuticos utilizados e as causas das alteracoes destes esquemas, avaliacao da efectividade e seguranca dos esquemas antiretroviricos, e analise dos factores associados. METODOLOGIA: Foram incluidos todos os doentes seguidos em consulta de Infecciologia no HGO, que tivessem feito pelo menos um levantamento de farmacos antiretroviricos no período de inclusao do estudo, isto e, Janeiro a Dezembro de 2005. Realizou-se um estudo observacional descritivo, sendo toda a informacao recolhida, codificada e introduzida numa base de dados em software Epi Info 2000. Posteriormente, atraves do programa informático SPSS 13.0, fez-se um estudo descritivo e uma analise bivariada da efectividade e seguranca e factores associados. RESULTADOS: Dos 455 doentes infectados por VIH1 em terapeutica antiretrovirica, 320 (70%) eram do sexo masculino e 135 (30%) do sexo feminino. A idade dos doentes variou entre os 21-81 anos, apresentando uma media de idades de 40,36 anos (DP= 10,19 anos). 202 (44,8%) apresentaram como factor de risco a toxicodependencia. Em relacao aos valores clinicos mais actuais, a mediana da contagem de celulas CD4 foi 257,00 celulas/ml e 402 (89,3%) apresentavam uma carga viral<50 copias/ml. Desde que esta populacao e seguida em consulta de Infecciologia do HGO, ocorreram 1039 alteracoes terapeuticas, das quais 337 (32,4%) foram por risco de toxicidade. CONCLUSÃO: Os esquemas mais utilizados no HGO durante o periodo de inclusao foram tenofovir/entricitabina + efavirenze (30,5%), zidovudina/lamivudina + lopinavir/ritonavir (11,4%) e tenofovir + lamivudina + lopinavir/ritonavir (6,6%). Avaliando a efectividade dos últimos esquemas terapeuticos (instituidos ha pelo menos 6 meses), 197 (87,2%) doentes tinham prescritos esquemas efectivos, ja que apresentavam uma carga viral indetectável (<50 copias/ml). Desde que sao seguidos em consulta, verificaram-se 1039 alteracoes terapeuticas, das quais 337 (32,4%) alteracoes foram por toxicidade/risco de toxicidade.
INTRODUCTION: The Human Immunodeficiency Virus (HIV) treatment began two decades ago with zidovudine (AZT), when it was demonstrated the clinical benefits in HIV infected patients. A long way has been done since monotherapy with AZT until our days, when we have more than 20 molecules available and high active therapies. The beginning or the antiretroviral therapy switch must be guided by ARN-VIH viral load and CD4-T cell blood count followup, and also the evaluation of the clinical state of the individual. OBJECTIVES: This study intends to contribute for knowledge of HIV1 infected patients followed at Hospital Garcia de Orta (HGO). The main objectives are: characterization of the antiretrovirica therapy used and the causes of the switches; assessment of the effectiveness and safety of the antiretrovirica therapy, and analysis of the associated factors. METHODS: All the HIV1 infected patients followed at HGO were enrolled, although they had to have done at least one antiretroviral scheme during the period of inclusion, that is, from January until December 2005. It was performed a descriptive observacional study. All the collected data was codified and introduced in an Epi-Info 2000 database. Two types of analyses were carried through SPSS 13.0 program, a descriptive study and a bivarieted analysis of the effectiveness and safety and associated factors. RESULTS: Of the 455 HIV1 infected patients on antiretrovirica therapy, 320 (70%) were male and 135 (30%) female. The age varied between 21-81 years, presenting a average of age of 40.36 years (Std. Dev.=10,19 years). 202 patients were former iv drug users. The median CD4-T cell blood count was 257,00 cells/ml and 402 (89,3%) had a viral load <50 copies/ml. Since this population is followed at HGO, 1039 therapeutical switches occurred, 337 (32,4%) switches were for toxicity/risk to develop toxicity.
Descrição: Tese de mestrado apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Farmácia, 2007
URI: http://sibul.reitoria.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000524971
http://hdl.handle.net/10451/246
Aparece nas colecções:FF - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17023_Tese_2008-01-01.pdf798,28 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.