Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/24749
Título: O papel do chocolate e da teobromina na prevenção da doença de Alzheimer
Outros títulos: The role of chocolate and theobromine in the prevention of Alzheimer’s disease
Autor: Moreira, Afonso Maria da Silva
Orientador: Mendonça, Alexandre de
Diógenes, Maria José
Palavras-chave: Chocolate
Cognitive decline
Teobromine
A2A receptors
Prevention
Alzheimer’s disease
Data de Defesa: 2015
Resumo: Cocoa-related products like chocolate have taken an important place in our food habits and culture. Preliminary research data shows that theobromine, a methylxanthine present in high concentrations in cocoa, might have a protective effect against Alzheimer’s Disease (AD). In this work, we aim to examine the relationship between chocolate consumption and cognitive decline in an elderly cognitively healthy population. Furthermore, we will discuss the current state of the art concerning the study of the cognitive effects of chocolate and theobromine. A cohort of 531 participants aged 65 and over with a Mini-Mental State Examination (MMSE) not compatible with cognitive impairment was selected for the present study. The median follow-up was 48 months. Dietary habits were evaluated at baseline. The MMSE was used to assess global cognitive function at baseline and at follow-up. Cognitive decline was defined by a decrease ≥ 2 points in the MMSE score between evaluations. Relative risk (RR) and 95% confidence interval (95%CI) estimates were adjusted for age, education, smoking, alcohol drinking, body mass index, hypertension, and diabetes. Chocolate intake was associated with a lower risk of cognitive decline (RR = 0.59, 95%CI 0.38 – 0.92). To our knowledge, this is the first study to have assessed the negative association between regular long-term chocolate consumption and cognitive decline in humans.
Os produtos com conteúdo de cacau, tais como o chocolate, conquistaram um importante lugar nos nossos hábitos alimentares e na nossa cultura. Dados preliminares indicam que a teobromina, uma metilxantina presente em alta concentração nos produtos à base de cacau, pode apresentar efeitos protectores contra o desenvolvimento da Doença de Alzheimer. Ao longo deste trabalho, iremos examinar a relação entre o consumo de chocolate e o surgimento de declínio cognitivo numa população envelhecida e cognitivamente saudável. Adicionalmente, iremos discutir o estudo dos efeitos cognitivos do chocolate e da teobromina. Para este estudo, foi selecionado uma coorte de 531 participantes com idade igual ou superior a 65 anos e com um valor no Mini-Mental State Examination (MMSE) incompatível com défice cognitivo. O período médio de seguimento foi de 48 meses. Os hábitos dietéticos foram avaliados na linha de base. O MMSE foi utilizado para avaliar o funcionamento cognitivo geral tanto na linha de base como após o seguimento. Para se afimar a existência de de declínio cognitivo, um indivíduo teria que ter um decréscimo de ≥ 2 pontos no MMSE entre as avaliações. As estimativas do Risco Relativo (RR) e do intervalo de confiança de 95% (95%IC) foram ajustadas para a idade, educação, hábitos tabágicos, consumo de álcool, índice de massa corporal, hipertensão e diabetes. O consumo de chocolate foi associado a um menor risco de declínio cognitivo (RR = 0.59, 95%IC 0.38 – 0.92). De acordo com a nossa pesquisa, este é o primeiro estudo a avaliar a associação negativa entre o consumo regular e prolongado de chocolate e o surgimento de declínio cognitivo em humanos.
Descrição: Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/24749
Designação: Mestrado Integrado em Medicina
Aparece nas colecções:FM – Trabalhos Finais de Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AfonsoMSMoreira.pdf619,48 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.