Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/25369
Título: Processos e experiências de transição adaptativa dos adolescentes com doença onco-hematológica durante o tratamento
Autor: Gameiro, Manuel Gonçalves Henriques, 1957-
Orientador: Lopes, Manuel José
Palavras-chave: Cancro - tratamento
Cancro - Aspectos psicológicos
Adolescentes
Teses de doutoramento - 2016
Data de Defesa: 2016
Resumo: Enquadramento: O cancro na adolescência é uma experiência especialmente difícil. Os adolescentes podem ter já competências cognitivas para perceber a dimensão da ameaça, mas ainda não adquiriram maturidade e experiência de vida que lhes sirvam de referência de autoeficácia. Objetivo: Desenvolver uma teoria fundamentada nos dados, compreensiva dos processos e experiências de transição adaptativa dos adolescentes com doença onco-hematológica durante o tratamento. Metodologia: Optámos por uma metodologia de investigação qualitativa, especificamente a abordagem designada por Grounded Theory. A amostra foi constituída por 27 testemunhos acerca das experiências de 23 adolescentes com leucemia ou linfoma, por amostragem propositada e teórica. Procedeu-se a uma análise qualitativa dos dados (QDA), seguindo o método de questionamento e comparação sistemática. Resultados: Os achados permitiram compor um modelo teórico compreensivo das experiências e processos adaptativos dos adolescentes com doença onco-hematológica durante o tratamento, em que se geram três movimentos adaptativos fundamentais, complementares e interativos: a) Esforços de autorregulação e ajustamento à situação de doença; b) Esforços para promover e manter um estado disposicional positivo e c) Esforços para lidar com situações referenciais de sofrimento. Estes movimentos são determinados principalmente por experiências subjetivas de mal-estar, stresse intenso e de sofrimento e, também, pela necessidade de viver experiências de satisfação (hedónicas e eudaimónicas). No quadro dos movimentos identificados, os adolescentes geram e mobilizam estratégias diversas que operacionalizam os esforços adaptativos: “Estratégias gerais para enfrentar e superar a situação de doença e tratamento”, “Estratégias específicas para promover e manter um estado disposicional positivo” e “Estratégias específicas para lidar com situações referenciais de sofrimento”; e são ativados os “Recursos de suporte afetivo, relacional e técnico-profissional”. Conclusão: O conhecimento pelos profissionais (nomeadamente os enfermeiros) dos movimentos, estratégias e recursos de transição adaptativa que fazem parte do repertório dos adolescentes com doença oncológica é importante para a sua identificação em ação, facilitação e reforço.
Background: Cancer in adolescence is an especially difficult experience. Teenagers may already have the cognitive skills to realize the dimension of the threat, but yet not have acquired maturity and life experience to serve them as self-efficacy reference. Objective: To develop a grounded theory, understanding the processes and adaptive transition experiences of adolescents with onco-hematological disease during treatment. Methodology: We have chosen a qualitative research methodology, namely the Grounded Theory approach. The sample consisted of 27 statements about the experiences of 23 adolescents with leukemia or lymphoma, for purposeful and theoretical sampling. There has been a qualitative data analysis (QDA). Was followed the method of questioning and systematic comparison. Results: The findings allowed compose a comprehensive theoretical model of adaptive processes and experiences of adolescents with onco-hematological disease during treatment, in which they generate three key, complementary and interactive adaptive movements: a) Self-regulatory efforts and adjustment to the illness situation; b) Efforts to promote and maintain a positive dispositional status; c) Efforts for dealing with referential situations of suffering. These movements are mainly determined by subjective experiences of malaise, intense stress and suffering, and also by the need to live satisfying experiences (hedonics and eudaimonics). Within the adaptive identified movements, teenagers generate and mobilize various strategies that operationalize adaptive efforts: "General strategies to face and overcome the situation of disease and treatment," "Specific strategies to promote and maintain a positive dispositional status" and "Specific strategies for dealing with specific situations of suffering "; and activate the "Emotional, relational and technical-professional support resources ". Conclusion: Awareness by the professionals (eg. nurses) of the movements, strategies and adaptive transition resources that are part of the repertoire of adolescents with oncological diseases is useful for their identification in action, facilitation and reinforcement.
Descrição: Tese de doutoramento, Enfermagem, Universidade de Lisboa, com a colaboração da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10451/25369
Designação: Doutoramento em Enfermagem
Aparece nas colecções:REIT - Teses de Doutoramento (Enfermagem)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd730026_td_Manuel_Gameiro.pdf4,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.