Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/25666
Título: Medo da recorrência de cancro e seu manejo : revisão sistemática de literatura
Autor: Aparício, Joana Martins Epifânio Frazão
Orientador: Barbosa, António
Palavras-chave: Cancro
Manejo
Medo de recorrência
Relação médico-doente
Data de Defesa: 2015
Resumo: Enquadramento: Os avanços científicos em termos de diagnóstico precoce e tratamento do cancro têm resultado em maiores taxas de sobrevivência e, consequentemente, num maior número de sobreviventes do cancro. Contudo, decorrente da doença e/ou do tratamento, alguns dos sobreviventes acabam por manifestar problemas emocionais e psicológicos, sendo um dos mais comuns o medo da recorrência do cancro (MRC). Objetivos: Pouco se sabe acerca dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento do MRC e dos meios de intervenção necessários para o seu manejo, por isso, esta revisão sistemática pretende identificar quais os principais fatores preditivos do MRC e perceber quais as estratégias a abordar no seu tratamento, dando um ênfase especial aos sobreviventes do cancro da mama. Métodos: Pesquisa de artigos científicos relevantes em diversas bases de dados, como PUBMED e EMBASE. Foram incluídos 32 artigos a partir dos quais se fez uma síntese da informação e apreciação crítica. Resultados: De entre os artigos apresentados nesta revisão, o fator preditor mais consistente para um maior MRC foi a idade jovem. Relativamente aos fatores médicos, a maioria dos estudos evidencia que o MRC não varia com o tempo decorrido desde o diagnóstico da doença e é independente do estadio da doença aquando o diagnóstico. Fatores psicológicos estão fortemente associados com o MRC, sendo que sobreviventes com pensamentos otimistas e sem traços de ansiedade e depressivos são aqueles que manifestam menos preocupações com a recorrência do cancro. Conclusão: A falta de existência de uma medida universal para o MRC leva a que este seja de difícil identificação. Consequentemente, possíveis evidências encontradas relativamente aos seus determinantes é contraditória. Tal facto leva a que as estratégias de intervenção utilizadas pelos profissionais de saúde, bastante importantes nestes casos, sejam ainda escassas o que nos remete para a importância de futuramente se desenvolverem pesquisas científicas no âmbito do manejo do MRC.
Background: Advances in early detection and treatment of cancer have resulted in improved survival rates and, consequently, in an increasing number of cancer survivors. However, resulting from the disease and/or treatment, some survivors experience emotional and psychological problems, being the most common the fear of cancer recurrence (FCR). Aims: The knowledge about the mechanisms involved in the development of the FCR and the interventions needed for their management is still lacking. This systematic review is to identify the main predictive factors of FCR and determine what strategies to employ in their treatment, giving a special emphasis on breast cancer survivors. Methods: Relevant research in different databases such as PubMed and EMBASE was done. We included 32 articles from which it made a synthesis of information and critical appreciation. Results: The most consistent predictor for increased FCR was the younger age. With regard to medical factors, most studies reported that FCR does not change with time since diagnosis and it is independent of the disease stage at diagnosis. Psychological factors are strongly associated with FCR. Optimism, no anxiety and no depressive signs are associated with lower levels of FCR. Conclusion: The lack of existence of a universal measure for the FCR takes this to be difficult to identify. Consequently, the found evidences of its determinants are contradictory and the intervention strategies used by health professionals are still lacking. For that, in future, scientific research about FCR management is very important.
Descrição: Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2015
URI: http://hdl.handle.net/10451/25666
Designação: Mestrado Integrado em Medicina
Aparece nas colecções:FM – Trabalhos Finais de Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
JoanaMFAparicio.pdf536,77 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.