Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/25982
Título: Visitas domiciliárias médicas na USF do Parque : caracterização da população alvo de consultas domiciliárias em 2014 e avaliação da perspetiva médica acerca dos cuidados domiciliários prestados
Autor: Gonçalves, Ana Margarida da Silva
Orientador: Rebelo, Luís
Palavras-chave: Consulta a domicílio
Cuidados de saúde primários
Saúde pública
Serviços de saúde
Data de Defesa: 2016
Resumo: Os cuidados domiciliários são, por definição, cuidados de saúde prestados na residência do doente. Na grande maioria dos casos, o principal motivo que leva a optar por este tipo de cuidados é a impossibilidade do utente em se deslocar à unidade de saúde, quer esta seja temporária ou permanente. Este modelo de cuidados toma especial importância se tivermos em consideração o envelhecimento da população mundial e que é a população idosa a principal candidata a receber visitas domiciliárias por parte do seu médico de família bem como dos restantes profissionais de saúde. Neste estudo pretende-se fazer uma caracterização geral da população a quem foram prestados cuidados médicos domiciliários na USF do Parque durante o ano de 2014 e também avaliar a perspetiva dos médicos desta USF em relação à prestação de cuidados domiciliários. Foram, neste caso, recolhidos dados dos processos dos utentes através do programa SClinico e colocado um inquérito a todos os médicos a exercer funções na USF à data do estudo. Foram alvo de consultas domiciliárias 275 utentes entre os 0 e os 103 anos de idade, com uma medida de idades de 82,98, sendo a maioria do sexo feminino (77%). O principal motivo para as consultas domiciliárias é limitação/incapacidade funcional. Os doentes têm, em média, cerca de 6 problemas codificados na sua lista de problemas cujos mais frequentes são hipertensão arterial, alteração do metabolismo dos lípidos e osteoartrose. Responderam ao inquérito 9 médicos onde se apura que os mesmos reconhecem os benefícios deste modelo de cuidados. As principais dificuldades enumeradas, para as quais são apontadas algumas propostas de solução, dizem respeito ao tempo despendido, ao horário destinado a este tipo de consultas e ainda ao material médico desadequado.
By definition, home health care are treatments provided at the patient’s home. Within the vast majority of cases the factor that leads to the choice of this kind of care is the unavailability of the sick person to go to the health centre by him or herself. This model of health care gains even more relevance taking into consideration the ageing of the world population who are the biggest potential candidates to welcome health visitors, either their GPs or nurses. This essay aims at doing a general characterisation of the population to whom had been provided home health care treatments at the “Unidade de Saúde Familiar” (USF) of Parque, during the year of 2014 and also to assess the GPs’ vision and perceptions concerning its delivery. In order to do so, data was collected from the patient’s files saved in the software “SClinico” and a survey was delivered to all GPs working at the USF by the date of this paper. Two hundred and seventy five (275) home care medical appointments were processed. The age range of the patients was between zero (0) and 103 years old with an average age of 82,98 years old. Regarding the sex, female were the majority (77%). The main cause for the care medical appointments is physical incapacity or functional limitation. The patients showed in average as much as 6 codified problems which the most recurrent are arterial hypertension, lipids metabolism alteration and osteoarthritis. Nine (9) GPs answered to the survey, in which one can conclude that doctors acknowledge the benefits of this type of care. The main reported difficulties, to which they suggested some solutions, relate with the too much time needed to perform the medical appointments and its schedule as well as the inadequacy of the medical instruments.
Descrição: Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10451/25982
Designação: Mestrado Integrado em Medicina
Aparece nas colecções:FM – Trabalhos Finais de Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AnaMSGonçalves.pdf364,64 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.