Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/26512
Título: Caracterização de Enterococcus spp. e Aeromonas spp. isolados de produtos hortícolas de agricultura biológica e convencional
Autor: Marques, Inês Catarina Imaginário
Orientador: Oliveira, Maria Manuela Castilho Monteiro de
Cunha, Mónica Vieira
Palavras-chave: Aeromonas spp.
Enterococcus spp.
Produtos hortícolas de agricultura biologica e convencional
Suscetibilidade a agentes antimicrobianos
Fatores de virulência
Teses de mestrado - 2016
Data de Defesa: 2016
Resumo: Os membros dos géneros Aeromonas e Enterococcus são reconhecidos como microrganismos potencialmente patogénicos causadores de doenças em humanos e animais, maioritariamente gastroenterites e infeções urinárias. Paralelamente, sabe-se que os consumidores procuram cada vez com maior frequência produtos hortícolas de origem biológica, onde estes microrganismos podem estar presentes. Assim, neste estudo foi avaliada a presença e a diversidade de Aeromonas e Enterococcus em diferentes produtos hortícolas, produzidos por agricultura biológica e convencional. Após isolamento e caracterização fenotípica/genotípica dos microrganismos, obtivemos 26 isolados de Aeromonas spp. (13 obtidos de produtos de agricultura biológica versus 13 de produtos de agricultura convencional) e 78 isolados de Enterococcus spp. (34 obtidos de produtos de agricultura biológica versus 44 de produtos de agricultura convencional). De seguida, os isolados foram submetidos à técnica de PCR-fingerprinting, para a fazer a avaliação da diversidade genómica da colecção de microrganismos em estudo. Após análise dos perfis obtidos, utilizando o software Bionumerics® e a construção de dendrogramas, foi possível selecionar isolados, genomicamente distintos, como representantes da diversidade observada nos produtos analisados. Os microrganismos selecionados (20 aeromonas e 54 enterococos) foram então avaliados quanto ao nível de suscetibilidade a vários agentes antimicrobianos e capacidade de produção de fatores de virulência. Quanto à resistência a agentes antimicrobianos, no geral observaram-se níveis reduzidos de resistência, não tendo sido observadas diferenças estatisticamente significativas entre as duas origens de isolados em estudo (agricultura biológica versus agricultura convencional). No entanto, detectaram-se quatro isolados de aeromonas e três isolados de enterococos multirresistentes, facto de extrema relevância que deve ser tido em consideração. Relativamente à produção de fatores de virulência, a maioria dos isolados do género Aeromonas revelaram a capacidade de produzir DNase e lipase (tal como relatado noutros estudos), enquanto cerca de metade dos enterococos em estudo produziram hemolisina (considerado o fator de virulência mais importante deste género bacteriano). Em conclusão, neste estudo detetou-se a presença de Aeromonas spp. e Enterococcus spp. nos produtos hortícolas em análise, independentemente da origem (agricultura biológica versus agricultura convencional). O facto de terem sido identificados microrganismos multirresistentes e produtores de fatores de virulência, sugere que estudos futuros devem pesquisar e caracterizar ambos os géneros bacterianos em produtos alimentares, especialmente se esses produtos forem ingeridos crus.
Members of the genus Aeromonas and Enterococcus are recognized as putatively pathogenic microorganisms responsible for causing diseases both in humans and animals, mainly gastroenteritis and urinary tract infections. Meanwhile, it is known that consumers demand for vegetables of organic origin, in which the aforementioned microorganisms can be present, is increasing worldwide. Thus, this study evaluated the presence and diversity of Aeromonas and Enterococcus present in different vegetables, produced by organic and conventional agriculture. After isolation and phenotypic/genotypic characterization, we obtained 26 Aeromonas spp. (13 isolated from organic products versus 13 isolated from conventional farming products) and 78 Enterococcus spp. (34 isolates from organic products versus 44 isolated from conventional farming products). Then, the isolates were subjected to PCR-fingerprinting technique to evaluate the genomic diversity of the collection of microorganisms under study. After analyzing the profiles obtained using the BioNumerics® software leading to the construction of dendrograms, it was possible to select genomically distinct isolates, as representatives of the diversity observed in the analyzed products. Then, the selected microorganisms (20 aeromonas and 54 enterococci) were evaluated regarding the level of susceptibility to various antimicrobial agents and production of virulence factors. For resistance to antimicrobial agents, in general low levels of resistance were observed and no statistically significant differences were observed between the two origins under study (organic farming versus conventional farming). However, among the aeromonads four multirresistant phenotypes were observed as well as three multirresistant enterococci, these extremely important findings should not be overlooked. Regarding the production of virulence factors, most isolates of the genus Aeromonas showned the ability to produce DNase, and lipase (as reported in other studies), while approximately half of the enterococci under study were hemolytic (hemolysin being considered the most important virulence factor for this bacterial genus). Overall, this study detected the presence of Aeromonas spp. and Enterococcus spp. in the vegetable products under investigation, regardless of the source (organic farming versus conventional farming). The fact multidrug-resistant microorganisms were detected, as well as bacteria with the ability to produce virulence factors, suggests that future studies should search and characterize both bacterial genera in food products, especially if those foodstuffs are meant to be ingested raw.
Descrição: Tese de mestrado, Microbiologia Aplicada, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10451/26512
Designação: Mestrado em Microbiologia Aplicada
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc120904_tm_Inês_Marques.pdf1,47 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.