Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/26662
Título: Estilos, práticas e percepções e preocupações parentais relacionadas com os hábitos alimentares da criança pré-escolar
Autor: Francisco, Beatriz Figueiredo
Orientador: Barros, Luísa, 1957-
Palavras-chave: Estilos parentais
Práticas parentais
Hábitos alimentares
Crianças - escola
Teses de mestrado - 2016
Data de Defesa: 2016
Resumo: Durante os primeiros anos de vida, as crianças desenvolvem hábitos alimentares que tendem a persistir na vida adulta, sendo importante o desenvolvimento de hábitos saudáveis, pois os mesmos estão associados à prevenção de várias doenças. Os pais têm um papel fulcral no desenvolvimento do comportamento alimentar das crianças, pelo que aprofundar os estilos, práticas e percepções parentais associadas aos hábitos alimentares das crianças é particularmente relevante. O presente estudo teve como objectivo explorar a associação entre os estilos, as práticas e as percepções parentais alimentares e os hábitos alimentares das crianças em idade pré-escolar. Numa primeira parte realizou-se o estudo preliminar da adaptação portuguesa do QCPP-R, e numa segunda parte avaliou-se os estilos, práticas e percepções parentais relacionados com os hábitos alimentares das crianças. Na primeira fase do estudo a amostra foi constituída por 256 pais de crianças pré-escolares. Na segunda parte a amostra envolveu 222 pais de crianças em idade pré-escolar (Midade=4,44; DP=0,93). Foi pedido aos pais para responderem aos Questionário de Dados Sócio Demográficos, Questionário dos Hábitos Alimentares, Questionário de Estilos Parentais de Alimentação, Questionário Completo de Práticas Parentais – Revisto, e Questionário Percepção e Preocupação com Peso e Dieta. Os resultados deste estudo indicaram uma correlação negativa e muito baixa entre os hábitos saudáveis e as estratégias indutivas. Encorajar equilíbrio e variedade, modelagem, monitorização e ensinar sobre nutrição correlacionaram-se positivamente com os hábitos saudáveis. Comida como recompensa correlacionou-se positivamente com os hábitos não saudáveis, e modelagem, monitorização e restrição por controlo de peso correlacionaram-se negativamente com os hábitos não saudáveis. Pais com uma percepção mais saudável da alimentação da criança tinham filhos com hábitos alimentares saudáveis. Foram encontrados resultados interessantes sobre a relação entre as dimensões cognitivas e comportamentais dos pais e os hábitos alimentares das crianças, que podem ser úteis para o desenvolvimento de intervenções que visem a promoção do comportamento alimentar saudável das crianças pré-escolares, e que sugerem o incentivo a investigações futuras.
During the first years of life, children develop eating habits that can persist into adulthood, so it is important to promote the development of healthy eating habits, because these are associated with the prevention of various diseases. Parents play an important role in the development of children´s eating behaviour and as such having a better understanding of parental styles, practices and perceptions regarding eating habits, is particularly relevant. The present study aimed to explore the associations between parental feeding styles, practices and perceptions and children eating habits. First, preliminary studies of the Portuguese adaptation of QCPP-R (CFPQ in the English version) were conducted, and secondly were evaluated the parental styles, practices and perceptions regarding children´s eating habits. In the first part of the study the sample was constituted by 256 parents of preschool children. In the second part, the sample involved 222 parents of preschool-aged children (Mage=4,44; SD=0,93). Parents were asked to answer a Sociodemographic Data Questionnaire, the Eating Habits Questionnaire, the Caregiver’s Feeding Style Questionnaire, the Comprehensive Feeding Practices Questionnaire and a Questionnaire about perceptions and concerns with their own and the child’s weight and with the child’s diet. The results showed a negative and very weak correlation between healthy habits and inductive strategies. Encouraging balance and variety, modelling, monitoring and teaching nutrition correlated positively with healthy habits. Food as a reward correlated positively with non-healthy habits, and modelling, monitoring and weight restriction correlated negatively with non-healthy habits. Parents who have a healthier perception of their children’s food, had children with healthy eating habits. The interesting results obtained concerning the relation of parental cognitive and behavioural dimensions and the children eating habits, can be useful to the development of interventions to promote healthy eating behaviours among preschool children, and suggest the need for future research.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10451/26662
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie051186_tm.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.