Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/26723
Título: A crise do jornalismo em Portugal
Autor: Matos, José Nuno
Baptista, Carla
Subtil, Filipa
Palavras-chave: Jornalismo
Comunicação social
Jornalistas
Data: 2017
Editora: Deriva e Outro Modo, Le Monde diplomatique - edição portuguesa
Citação: Matos, José Nuno, Baptista, Carla, Subtil, Filipa (Orgs.) (2017). A crise do jornalismo em Portugal. [Porto]: Deriva e Outro Modo, Le Monde diplomatique - edição portuguesa
Resumo: O jornalismo é uma actividade historicamente fracturada, indecidida, com origens e práticas diversas, enraizadas na história e na cultura. A crise que atravessa tem aspectos estruturais (modelos de negócio frágeis, promiscuidade com o poder político e económico), alguns dos quais decorrentes de uma história recente (perda de receitas publicitárias e de públicos; disrupção tecnológica e identitária). A versão portuguesa da crise, analisada neste livro, intensifica factores como a desregulação das relações laborais, uma afasia crítica e reflexiva que se traduz na ausência de modelos alternativos de existência; desequilíbrio e distorção na representação de grupos e problemáticas sociais; perda de autonomia dos jornalistas; fortalecimento dos discursos hegemónicos em detrimento do pluralismo e da independência. É um quadro pouco esperançoso. O conjunto de artigos aqui reunidos, da autoria de jornalistas, académicos e investigadores na área dos media, pretende contribuir para a inversão deste cenário. Porque a esperança se alimenta de um debate aberto e informado.
URI: http://hdl.handle.net/10451/26723
ISBN: 978-989-8701-26-8
Aparece nas colecções:ICS - Livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ICS_JNMatos_Crise_LEN.pdf552,12 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.