Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Educação (IE) >
IE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2689

Título: Experiências vividas por amas familiares em contextos multiculturais
Autor: Messias, Andreia Isabel Nunes, 1981-
Orientador: Freire, Isabel Pimenta, 1952-
Palavras-chave: Educação intercultural - Portugal
Aculturação
Conflitos inter-pessoais
Relação amas-bébés
Issue Date: 2010
Resumo: O trabalho de investigação que aqui se apresenta teve como campo de estudo a oferta socioeducativa denominada “Creche Familiar”, promovida por uma instituição de solidariedade social portuguesa. O nosso estudo incidiu sobre a interacção entre “amas familiares” e as famílias de diferentes origens culturais e os respectivos bebés. Neste contexto, o conhecer e aceitar a diversidade cultural das famílias é fundamental para o trabalho da ama enquanto facilitadora e promotora do desenvolvimento do bebé e também como figura mediadora entre a aculturação da família e a sociedade portuguesa. No presente trabalho, tomámos como objecto de estudo as experiências vividas pelas amas em contextos multiculturais, ou seja, na sua relação com as famílias de outras origens geográficas e culturais, estudando-as através da perspectiva das próprias amas. Pretendemos salientar as aprendizagens interculturais, os conflitos e os dilemas decorrentes deste encontro de culturas, sem esquecer a importância da relação entre a ama e o bebé. Em última análise quisemos contribuir para o conhecimento do processo de aculturação pelo qual passam as amas e também as famílias e a influência na relação estabelecida com as amas, tomando como referência a perspectiva de Sam e Berry (2006). O trabalho empírico foi desenvolvido junto de seis amas que trabalham com um grupo de quatro crianças e famílias culturalmente heterogéneo. Os resultados permitem-nos concluir que a grande aprendizagem feita pelas amas no contacto com as famílias de outras culturas é a tolerância, a partir do qual baseiam todo o trabalho que desenvolvem. A experiência das amas resulta numa visão mais abrangente de cidadania, ou seja, à medida que amas e famílias vivem o confronto multicultural, onde pode surgir o conflito, vão ganhando uma noção de cidadania global, vendo crianças e famílias como cidadãos; com interesses comuns na educação e desenvolvimento dos filhos.
The Investigative work presented here had as field of study the socio-educational offer named “Creche Familiar” promoted by a Portuguese social solidarity institution. Our study focused on the interaction between family nannies and families of different cultural and respective babies. In this context knowing and accepting cultural diversity is fundamental for the work of the nannies as facilitators and promoters of the baby’s development as well as mediating figures of the acculturation process between the family and Portuguese society. In the present work, we take as object for our studies experiences undergone by nannies in multicultural contexts, i.e., in their relation with families of other geographical and cultural backgrounds, as seen from the vantage point of the nannies themselves. We intend to emphasize cultural learning, conflicts and dilemmas occurring from clashes of cultures, always keeping in mind the relation between the nanny and the baby. Ultimately we wish to contribute to the knowledge of the acculturation process by which the nannies and families undergo and its influence in the relation established between both parties, taking as reference the perspective of Sam and Berry (2006). The empirical work was developed with six nannies working with a group of four children each and their respective culturally heterogeneous families. The results permit us to conclude that the greatest learning undergone by the nannies in the contact with the families is tolerance, from which they base all their work. The experience of the nannies results in a more global vision of citizenship, i.e. as the nannies and the families experience multiculturalism confrontations, where conflict may arise; they gain a more global notion of citizenship, seeing the child and the family as citizens; with common interests in the education and development of the children.
Descrição: Tese de mestrado, Ciências da Educação (Educação Intercultural), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2689
Appears in Collections:IE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037496_tm.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia