Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2712

Título: Uma incursão com os técnicos ao mundo das famílias multiproblemáticas : as suas emoções, optimismo e estratégias de coping
Autor: Baptista, Ana Filipa de Sousa Marques
Orientador: Ribeiro, Maria Teresa, 1962-
Palavras-chave: Emoções
Optimismo
Pessimismo
Coping
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: A presente investigação tem como objectivo central investigar a possível relação entre as emoções experienciadas pelos técnicos que trabalham com famílias multiproblemáticas, o seu nível de optimismo/pessimismo e as estratégias de coping activadas perante situações de stress na intervenção com estas famílias. Foi também averiguada a influência de algumas das suas variáveis profissionais (tempo de serviço na área com famílias multiproblemáticas, número de famílias que os técnicos apoiam, número de tentativas de apoio por parte da instituição com as famílias e duração da intervenção mais longa de um técnico com uma família). A amostra é constituída por 16 participantes integrados em duas instituições que trabalham com este tipo de famílias, situadas em Lisboa e no Barreiro. Os resultados para esta investigação foram avaliados através da realização de uma entrevista, utilizando o método de Inquérito Apreciativo, e da aplicação dos seguintes instrumentos: Escala Perfil de Estados de Humor (POMS – Profile of Mood States de McNair, Lorr & Droppleman, 1989; versão adaptada por Viana, Almeida & Santos, 2001) para medir as emoções experienciadas; Teste de Orientação Prolongada de Vida – (ELOT - Extended Life Orientation Test de Chang, Maydeu-Olivares & D’Zurilla, 1997; versão adaptada por Perloiro, 2002) para avaliar o nível de optimismo/pessimismo e a Escala Brief-Cope (Carver, Scheier, e Weintraub, 1989; versão adaptada por Pais Ribeiro & Rodrigues, 2004) para medir as estratégias de coping usadas pelos técnicos. A análise dos resultados permitiu observar que as emoções experienciadas e o nível de optimismo/pessimismo diferem significativamente com as estratégias de coping activadas pelos técnicos. Quanto às variáveis profissionais, foi verificada a influência do tempo de serviço nas emoções experienciadas, no nível de optimismo e estratégias de coping activadas; influência do número de famílias no nível de optimismo e pessimismo e influência da duração da intervenção mais longa nas estratégias de coping adoptadas.
The main goal for this study was to investigate the potential association between the emotional experiences of staff working with multiproblem families, their level of optimism/pessimism and the coping strategies adopted in the management of stressful situations with such families. The influence of certain professional variables in the outcomes was also explored (length of professional experience within the area of multiproblem families, number of families within professionals’ caseload, number of treatment episodes in the institution and length of the longest treatment episode offered by staff members). The sample comprised of sixteen staff members integrated in two institutions which provide support to multiproblem families situated in Lisbon and Barreiro. The outcomes for this study were assessed by making an interview based on Appreciative Inquiry method and the application of the following instruments: POMS – Profile of Mood States (McNair, Lorr & Droppleman, 1989; version adapted by Viana, Almeida & Santos, 2001), to measure the emotions; ELOT - Extended Life Orientation Test (Chang, Maydeu-Olivares & D’Zurilla, 1997; version adapted by Perloiro, 2002), for optimism/pessimism; and the Brief-Cope Scale (Carver, Scheier, e Weintraub, 1989; version adapted by Pais Ribeiro & Rodrigues, 2004), to measure the coping strategies used by professionals in this context. The results obtained show that the emotional experiences and the level of optimism/pessimism are likely to influence significantly the type of coping strategies used by staff members. When it comes to the professional characteristics of professionals in the sample, the findings suggest that the length of professional experience may have a significant impact on the emotions experienced, in the level of optimism and coping strategies adopted; the number of families within professionals’ caseload also revealed a significant importance in the level of optimism and pessimism and, lastly, the length of the longest intervention delivered was associated with the coping strategies.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2712
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037557_tm.pdf1,86 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia