Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/27171
Título: Crenças de carreira em estudantes de cursos profissionais
Autor: Fernandes, Telma Carina Marcelo
Orientador: Barros, Alexandra Figueiredo de, 1961-
Palavras-chave: Crenças de carreira
Cursos profissionais
Empregabilidade
Teses de mestrado - 2016
Data de Defesa: 2016
Resumo: Este estudo teve como objetivos conhecer as barreiras de carreira percebidas e as crenças facilitadoras de empregabilidade em alunos de cursos profissionais de nível secundário, bem como explorar de que forma é que estas se relacionam. Participaram neste estudo 103 estudantes (42 rapazes e 59 raparigas), com idades entre os 15 e os 20 anos, do 10º ano de cursos profissionais, duma escola do distrito de Setúbal. Os estudantes preencheram um questionário de dados pessoais, o Inventário de Perceção de Barreiras de Carreira (IPBC; Cardoso, 2009) e o Inventário sobre Crenças de Carreira e Empregabilidade (ICEB; Barros, 2013). Os resultados relativos às barreiras percebidas demonstram que o assédio sexual no trabalho, a incompatibilidade do horário trabalho-estudos, a falta de autoconfiança geral e a precariedade dos contratos laborais, bem como as limitações na formação e a restrição de oportunidades, são as barreiras mais salientes neste grupo de estudantes. Verificaram-se diferenças significativas face à perceção de barreiras, consoante o género, o nível de escolaridade dos pais e o tipo de curso (profissão para que se preparam). No que refere às crenças facilitadoras, as mais salientes nestes estudantes são a autonomia e o estabelecimento e realização de objetivos (Striving/Achievement). Apenas se verificaram diferenças significativas entre os grupos consoante o tipo de profissões para que se preparam. Observou-se ainda uma relação entre as barreiras percebidas e as crenças facilitadoras, que difere consoante o nível de dificuldade atribuído às barreiras percebidas. Os resultados são discutidos à luz da Teoria Sociocognitiva da Carreira.
This study aimed to know the perceived career barriers and the enabling beliefs of employability in students of vocational courses at secondary school, as well as explore how these relate. The participants are 103 students (42 boys and 59 girls), aged 15 - 20 years, attending the 10th grade of vocational courses, at a school in Setubal district, Portugal. The students completed a questionnaire of personal data, the Perception of Career Barriers Inventory (IPBC; Cardoso, 2009) and the Career and Employment Beliefs Inventory (ICEB; Barros, 2013). The results regarding the perceived barriers demonstrate that sexual harassment at work, the incompatibility of work-study time, the general lack of confidence and the precariousness of labor contracts as well as the training limitations and restriction of opportunities, are the most prominent barriers in this group of students. There are significant differences in terms of the perception of barriers, depending on gender, education level of parents and the type of course (profession they are preparing for). In relation to facilitating beliefs, the most salient in these students are Autonomy and Striving / Achievement. Significant differences were found between groups according to the type of professions they are preparing for. There was also a relation between perceived barriers and the facilitating beliefs, which differs depending on the level of difficulty assigned to the perceived barriers. The results are discussed based on the fundamentals of Sociocognitive Career Theory.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10451/27171
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie051255_tm.pdf1,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.