Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/27247
Title: Ovídio : spuria breuiora et fragmentaria : introdução, tradução e notas
Author: Marques, Ana Sofia Silva Barata
Advisor: Lóio, Ana
Keywords: Ovídio, 0043 a.C.-0017 - Traduções portuguesas
Poesia latina
Teses de mestrado - 2016
Defense Date: 16-Dec-2016
Abstract: O presente trabalho consiste na tradução anotada de alguns poemas fragmentários de Ovídio (Medicamina Faciei Femineae e fragmentos menores), e também de alguns poemas atribuídos a Ovídio (Epistula Sapphus ad Phaonem, Nux e Halieuticon Liber), acompanhada de breve estudo introdutório. Os Medicamina Faciei Femineae são uma das primeiras elegias didácticas de Ovídio. É um poema dirigido ao público feminino e estrutura-se em duas partes: a primeira parte é constituída por um longo proémio em que o poeta recomenda e louva os benefícios dos cultus, e a segunda parte ilustra as primeiras receitas prescritas. A Epistula Sapphus ad Phaonem figura entre as Heroides de Ovídio, mas uma tradição manuscrita diversa e o facto de a carta ser protagonizada por uma figura histórica levantam questões relativamente à sua autenticidade. O poema Nux é entendido por alguns estudiosos como um exercício escolar, e encarado por outros obra genuína de Ovídio, dos tempos do exílio do poeta. Uma nogueira, plantada à beira da estrada, lamenta-se das injúrias de que é alvo. O Halieuticon Liber é um poema didáctico sobre peixes referido por Plínio-o-Velho (NH, XXXII), que o atribui a Ovídio, lhe dá o título e situa a sua composição no período do exílio.
The thesis offers a Portuguese translation with notes on some fragmentary poems by Ovid (Medicamina Faciei Femineae and minor fragments) and on some poems attributed to Ovid (Epistula Sapphus ad Phaonem, Nux and Halieuticon Liber), preceeded by a brief introduction. Medicamina Faciei Femineae is one of Ovid’s first didactic elegies. It is a poem directed to a female public, structured in two parts: the first part is composed of a long proemium in which the poet recommends and commends the cultus; the second part presents some recipes for cosmetic treatments. The Epistula Sapphus ad Phaonem is part of the Ovidian collection entitled Heroides, but its diverse transmission and the fact that it has a historical figure as its protagonist (and not a mythological figure, like the other poems in the collection) raise questions regarding its authenticity. The poem Nux is considered by some to be a scholarly exercise, whereas others attribute it to Ovid, to the times of his exile. A walnut tree planted on the side of a road deplores the injuries directed to her. The Halieuticon Liber is a didactic poem on fishes mentioned by Pliny (NH, XXXII), who attributes it to Ovid, gives the work its title and situates its composition in the years of the poet’s exile.
URI: http://hdl.handle.net/10451/27247
Designation: Mestrado em Estudos Clássicos, na especialização de Edição e Tradução de Textos Clássicos
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ulfl228104_tm.pdf1,65 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.