Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2743

Título: O bem-estar dos pais cuidadores de filhos adultos portadores de deficiência
Autor: Maia, Sara Dias Batista
Orientador: Gonçalves, Bruno, 1950-
Palavras-chave: Deficientes - Portugal
Depressão (psicologia)
Bem-estar psicológico
Relação pais-filhos
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: Os pais cuidadores de adultos portadores de deficiência lidam com uma situação que acarreta desafios e dificuldades que se prolongam no ciclo de vida, estando as suas necessidades pouco estudadas. O presente estudo pretende avaliar o bem-estar psicológico e a sintomatologia depressiva numa população portuguesa destes cuidadores. Considerando a sobrecarga como um determinante do bem-estar psicológico, incidimos sobre características que podem contribuir para a mesma. Pretendemos igualmente conhecer as necessidades e preocupações destes pais, particularmente as relativas ao futuro. Os participantes, 118 pais de adultos portadores de deficiência utentes de Centros de Actividades Ocupacionais, responderam às Escalas de Bem-estar Psicológico versão reduzida (EBEP-R), à Escala de Depressão do Centro de Estudos Epidemiológicos (CES-D), ao Questionário de Avaliação de Sobrecarga do Cuidador Informal (QASCI) e ao Questionário para Pais Cuidadores (QCP), criado para este estudo. Os resultados confirmaram a hipótese de que existe uma correlação negativa do bem-estar com a sobrecarga e uma correlação positiva da sintomatologia depressiva com a mesma. As variáveis que contribuem para a sobrecarga são o pessimismo em relação ao futuro (PRF), o sexo do cuidador e, apenas para as mulheres, as horas de cuidados prestados e o nível de dependência funcional dos filhos nas actividades de vida diária. Salienta-se que o PRF tem uma correlação positiva forte com a sobrecarga em homens e mulheres e que pode ser considerado como uma dimensão da mesma. Este resultado confirma a utilidade do QCP, que mede esta dimensão. O PRF revelou-se também um importante preditor da sintomatologia depressiva. O conhecimento destes factores que influenciam a sobrecarga e das necessidades e preocupações destes pais, das quais se destacam a impossibilidade de continuar a cuidar, a necessidade de apoio psicológico e de ajuda nos cuidados com os filhos, nomeadamente de apoio especializado e acolhimento institucional, poderá ser orientador da intervenção clínica.
Parents caring for disabled adults deal with a situation that involves challenges and difficulties that extends to later stages of the life cycle, with their needs being poorly studied. This study aims to assess the psychological well-being and depressive symptomatology in a Portuguese population of parents caring for disabled adults. It was also an aim to determine which variables may contribute to the burden placed on this population and what might be their needs and concerns about the future. A sample of 118 parents of disabled adults, users of the Occupational Activities Centers, responded to the reduced version of the Psychological Well-Being Scales (EBEP-R), the Centre for Epidemiologic Studies Depression Scale (CES-D), the Informal Caregiver Burden Assessment Questionnaire (QASCI) and the Caregiving Parents Questionnaire (QCP), created for this study. Results confirmed a significant negative correlation of well-being with burden and a strong positive correlation between depressive symptoms and burden. The variables that contribute significantly to burden are: pessimism about the future (PRF), caregivers sex and, only for women, time spent providing care and children’s level of dependency on daily living activities. In particular, it appears that the PRF has a strong positive correlation with burden in both men and women groups and that it must be taken has a dimension of burden in this group of caregivers. In this sense, it is considered that the QCP, which measures the PRF, proves itself useful. The PRF also showed to be an important predictor of depressive symptoms. This study contributes to the knowledge of some factors that influence burden, as well as some of this parent’s needs and concerns, in particular the inability to keep providing care, the need for psychological support and help in child care, including specialist support and residential care, that may provide guide lines for clinical intervention.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2743
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037554_tm.pdf834,38 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia