Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2793

Título: A auto-percepção do envelhecimento em idosas viúvas
Autor: Keong, Ana Marta Pequito Antunes
Orientador: Silva, Maria Eugénia Duarte, 1951-
Palavras-chave: Envelhecimento
Auto-percepção
Viuvez
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: O presente estudo tem por principal objectivo explorar a auto-percepção do envelhecimento em mulheres idosas, casadas e viúvas, averiguando se existem diferenças entre os dois grupos. Pretende-se também analisar a relação da auto-percepção do envelhecimento com variáveis sócio-demográficas, nomeadamente quando esta se relaciona com o factor idade. Participaram no estudo 46 mulheres casadas e 32 mulheres viúvas, com idades compreendidas entre os 60 e os 89 anos. Para a avaliação da percepção do envelhecimento utilizou-se a adaptação portuguesa do Aging Perceptions Questionnaire (Barker, O’Hanlon, McGee, Hickey, & Conroy, 2007; Claudino, s.d.) e foram obtidos alguns dados através de uma Ficha de Recolha de Informação Sócio-Demográfica. Os resultados demonstram que as idosas viúvas apresentam uma consciência mais crónica do processo de envelhecimento, enquanto as idosas casadas parecem possuir uma consciência mais cíclica. Em relação às consequências derivadas do envelhecimento, as mulheres casadas tendem a ter maiores crenças nas consequências, tanto negativas como positivas, do mesmo. No que diz respeito aos sentimentos de controlo do processo, são as mulheres viúvas que apresentam valores mais elevados, tanto no controlo sobre as experiências positivas como no controlo sobre as experiências negativas. As idosas casadas demonstram ser as que mais tendência têm para sentir emoções negativas perante o envelhecimento. Relativamente à evolução da percepção do envelhecimento em função da idade, os resultados demonstram que, à medida que a idade avança, os idosos vão adquirindo uma consiência cada vez mais crónica do seu envelhecimento. Tendencialmente, a faixa etária dos 70-79 anos é a que mais crenças tem nas consequências negativas do processo de envelhecimento, assim como nas emoções negativas que este desperta.
The main objective of the present study is to explore self-perceptions of aging in married and widowed old women, verifying if there are differences between these two groups. In addition, the relationship between self-perceptions of aging and socio-demographic variables, particularly Age, is also explored. 46 married women and 32 widowed women (60 to 89 years) participated in the study. Self-perception of aging was evaluated through the Portuguese version of Aging Perceptions Questionnaire (Barker, O’Hanlon, McGee, Hickey, & Conroy, 2007; Claudino, s.d.), and socio-demographic data was obtained through a questionnaire. The results show that widows have a higher chronic awareness of the aging process, while married women seem to experience a more cyclical awareness. In what concerns the consequences of aging, married women tend to have higher beliefs in these consequences, both positive and negative. Regarding control feelings over the age process, the widowed women are the ones who have the higher levels, both in positive and negative experiences. Married women tend to be the group with the most negative emotions, as far as the aging process is concerned. In terms of self-perceptions throughout aging, results show that, with the increasing of age, the elderly acquire a progressive higher chronic awareness of their own aging. The 70-79 year old group tends to be the one that has higher beliefs in the negative consequences of the aging process, and higher negative emotions.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2793
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037514_tm.pdf456,45 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE