Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2814

Title: Stress ocupacional e avaliação de desempenho nos professores : contributos para uma psicodinâmica do trabalho
Authors: Caeiro, Raúl Miguel das Neves
Advisor: Justo, João Manuel Rosado de Miranda, 1958-
Keywords: Stress ocupacional
Avaliação de professores
Psicodinâmica
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Abstract: No contexto de crescente interesse sobre o domínio do stress ocupacional, tentou-se, partindo da perspectiva da Psicodinâmica do Trabalho (Dejours, 2000), avaliar o impacto da avaliação de desempenho introduzida pelo ME em 2008 nos níveis de stress manifestados pelos professores. Os participantes foram 44 professores de duas escolas do 3º Ciclo do concelho de Vila Franca de Xira. A amostra foi de conveniência, sendo a participação voluntária. Os participantes foram distribuídos por um de dois grupos em função dos componentes em que tinham sido avaliados (desempenho funcional ou desempenhos funcional e científico-pedagógico). Os participantes responderam à Escala Portuguesa de Stress Ocupacional, versão para Docentes EPSO-D (Mota Cardoso et al., 2002). Hipóteses: 1) os professores avaliados cumulativamente nas componentes de desempenho funcional e científico-pedagógico apresentam níveis de stress percebido mais elevados do que os professores avaliados apenas na componente de desempenho funcional; 2) os níveis de stress percebido pelos professores não estão associados a qualquer condição sócio-demográfica ou sócio-profissional dos mesmos, à excepção do sexo. Os resultados da MANOVA realizada não mostram qualquer diferença significativa entre os dois grupos, em termos de stress. Conclui-se que o segundo componente de avaliação (desempenho científico-pedagógico) não foi determinante para suscitar níveis mais elevados de stress nos professores estudados. Discutem-se os resultados.
Within the current context of increasing interest regarding the occupational stress thematic, and looking from the viewpoint of Psychodynamics of Work (Dejours, 2000), we tried to assess the impact of teacher’s evaluation by the Ministry of Education upon stress levels experienced by these professionals. Participants were 44 teachers from two third-cycle schools in the Vila Franca de Xira council. The sample was a convenience one, with a voluntary participation. Participants were distributed by one of two groups, depending on which components of evaluation they had been evaluated on (functional performance versus functional and scientific/pedagogic performance). Participants answered the Escala Portuguesa de Stress Ocupacional, versão para a Docência (Mota Cardoso et al., 2002). Hypotheses: 1) teachers evaluated both on functional and scientific/pedagogic performance show higher levels of occupational stress than teachers evaluated only about the functional performance component; 2) perceived stress levels are not associated with any socio-demographic or socio-professional conditions of teachers, except for sex. Results on the MANOVA did not show any significant differences between groups, in terms of stress. As a conclusion, we assume that the second component of evaluation has no significant impact upon the levels of occupational stress of the studied sample. Results are discussed.
Description: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2814
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037524_tm.pdf887.17 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE