Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2829

Título: Motivos decorativos de estampilha na pintura a fresco dos séculos XV e XVI no norte de Portugal : relações entre pintura moral e de cavalete
Autor: Caetano, Joaquim Inácio, 1951-
Orientador: Serrão, Vítor, 1952-
Palavras-chave: Pintura e decoração murais - Portugal - séc.15-16
Artes decorativas - Portugal - séc.15-16
História da arte - Portugal - séc.15-16
Pintura e decoração murais - Portugal - séc.15-16
Artes decorativas - Portugal - séc.15-16
História da arte - Portugal - séc.15-16
Teses de doutoramento - 2011
Issue Date: 2010
Resumo: Esta dissertação tem como matéria de trabalho as pinturas a fresco dos séculos XV e XVI no Norte de Portugal, com o objectivo de estudar os padrões decorativos executados com estampilha. É um trabalho que tem como ponto de partida a conservação e restauro de pintura mural, nas oportunidades de observação que esta permite, actividade que desenvolvemos desde o início dos anos 80. A identificação dos padrões e seu cotejo com padrões de outras pinturas, permitiu-nos identificar vários grupos de pinturas com afinidades entre si, tendo-se vindo a verificar que cada um destes grupos constitui o corpus de várias oficinas activas neste período e território. Simultaneamente, apercebemo-nos da existência, nos espaços religiosos, de vestígios de outras “modas” decorativas, como a cor directamente aplicada na arquitectura ou o modo de tratar as juntas dos aparelhos construtivos, que consideramos serem manifestações decorativas anteriores ao período de grande produção da pintura mural a fresco, por volta da primeira metade do século XVI, fazendo com esta um caminho, em termos de gosto, que antecede as primeiras construções românicas sendo, precisamente, sintetizado na pintura a fresco através da sua representação na própria pintura, imitando também os brocados e panos de armar que revestiram as paredes e que, sendo um dos momentos deste percurso, já só os podemos avaliar por essas representações pictóricas. Na análise das suas formas, percebemos que a maioria dos padrões inventariados tem um referente visual, podendo-se encontrar semelhanças com formas de outras gramáticas decorativas como o Românico, Gótico, Mudéjar ou imitam desenhos de brocados. Neste cotejo constante com padrões de outras proveniências, encontrámos o mesmo padrão, batido com a mesma estampilha, em pintura a fresco e em pintura de cavalete, deduzindo tratar-se de produção da mesma oficina. Identificámos, assim, algumas oficinas que pintam os dois géneros, o que seria prática comum.
This dissertation focuses on the fresco paintings of the XV and XVI centuries in the North of Portugal with the aim of studying decorative patterns executed with transfer print. It is a study which generates from the conservation and restoration of mural painting and the observational opportunities it offers, an activity we have been developing since the beginning of the 1980s. The identification and collation of patterns in regard to patterns in other paintings have allowed us to identify various groups of paintings which share affinities. We later found each of these groups constituted the corpus of several mural painting studios working actively in this time period and location. We were simultaneously aware of the existence of traces, particularly in religious spaces, of other decorative “fads” such as colour directly applied onto architecture or the manner in which the joints of the construction systems were handled. We find these “fads” to be prior to the period of great production of fresco mural painting around the first half of the XVI century, preceding the first romanesque constructions, whose nature is synthesized in fresco painting through its representation in painting itself, through the imitation of brocade and wall hanging tapestry which would cover walls, vestiges of which exist only in pictorical representation. We also noted the majority of the patterns taken into inventory have a visual referent and show similarities with other forms of decorative grammar such as the romanesque, gothic or mudejar styles, or imitation of brocade design. In this constant collation with patterns of other origins we found the same pattern, stamped with the same stamp on fresco panting and easel painting, therefore deducing it all to be produced by the same studio. We also referenced other cases of studios that paint both genres, which would be common practice.
Descrição: Tese de doutoramento, História (Arte, Património e Restauro), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/2829
Appears in Collections:FL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd59896_td_anexo.pdf201,38 MBAdobe PDFView/Open
ulsd59896_td_parte2.pdftese236,95 MBAdobe PDFView/Open
ulsd5989_td_parte1.pdftese62,84 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE