Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2835

Título: Psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses : o papel das exigências e recursos profissionais na promoção do bem-estar psicológico
Autor: Ângelo, Rui Pedro Castela Pacheco Almeida, 1976-
Orientador: Chambel, Maria José, 1962-
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Saúde ocupacional
Stress profissional
Bombeiros
Psicologia social
Teses de doutoramento - 2011
Issue Date: 2010
Resumo: A presente dissertação é o produto final da investigação com o título “Projecto Respostas Positivas ao Stress em Bombeiros”. Este projecto insere-se na psicologia da saúde ocupacional, a qual corresponde ao ramo da psicologia que visa promover a qualidade de vida no trabalho, bem como proteger e promover a segurança, a saúde e bem-estar dos trabalhadores. A sua implementação foi efectuada em estreita articulação com o Núcleo de Segurança e Saúde da Autoridade Nacional de Protecção Civil, e com o contributo da Escola Nacional de Bombeiros. A dissertação apresenta dois eixos estruturantes que sustentam, quer os seus estudos, quer a consequente discussão em torno dos resultados. Por um lado, a análise da psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses cujas conclusões, à luz de um enfoque aplicado, permitem delinear um caminho para promover o bem-estar psicológico destes profissionais. Por outro, a utilização do modelo Job Demands- Resources1 (JD-R) como principal referência teórica que enquadra esta análise, avaliando tanto a sua adaptabilidade a este campo profissional, como o seu desenvolvimento e expansão conceptual. A presente tese é constituída por três estudos que foram desenhados de forma a dar resposta a necessidades inerentes aos dois eixos estruturantes que a norteiam. O estado da arte do modelo JD-R, modelo teórico de referência na definição dos modelos de investigação dos estudos, realça a necessidade de prosseguir o seu desenvolvimento conceptual, nomeadamente, analisando a inclusão de recursos pessoais no modelo, a reciprocidade entre características do trabalho e bem-estar psicológico, e a sua 1 Optou-se por não fazer a tradução da designação do modelo Job Demands-Resources Model devido à inexistência de uma tradução portuguesa consensual e por se tratar de um modelo vastamente difundido com a designação original na literatura e publicações internacionais em diversas línguas. A tradução portuguesa que, provavelmente, mais se aproximaria da sua definição seria “Modelo das Exigências- Recursos Profissionais”. xiii aplicabilidade em intervenções organizacionais. Em relação à psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros, apesar do papel vital que estes desempenham na sociedade portuguesa, não existe um diagnóstico metodologicamente validado que identifique as fraquezas a ultrapassar e os talentos a potenciar. Esta é a primeira dissertação, do nosso conhecimento, que tanto investiga, de forma integrada, indicadores positivos (engagement2) e negativos (burnout) do bem-estar psicológico, como inclui a aplicação de um programa de intervenção desenhado “à medida” das suas características e cultura organizacional, para que as suas conclusões constituam um diagnóstico robusto da psicologia da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses. Este diagnóstico permite ajudar as autoridades competentes a delinear um plano para promover o bem-estar psicológico dos bombeiros portugueses, com os consequentes benefícios, quer para a saúde ocupacional dos trabalhadores, quer para a sua produtividade, o que numa organização de socorro significa salvar mais bens materiais e vidas humanas. Os participantes nos estudos 1 e 2 do projecto são bombeiros portugueses, que desempenham funções de socorro com vínculo profissional, em Corpos de Bombeiros Voluntários, Municipais e Sapadores, nos 18 distritos de Portugal Continental. O estudo 3 tem como participantes bombeiros da Força Especial de Bombeiros “Canarinhos”. Esta força foi constituída pelo governo português em 2007 como uma unidade especializada em combate a incêndios nascentes e em operações combinadas por meio de helicópteros. Em termos dos resultados empíricos dos estudos, no primeiro, com uma amostra de bombeiros com missão de socorro (N = 1487), verificou-se que as estratégias de 2 Os conceitos de engagement e burnout são muito utilizados na literatura internacional da psicologia da saúde ocupacional enquanto indicadores de bem-estar psicológico. A exemplo de outros termos, por não existir uma tradução portuguesa consensual, optou-se por manter as designações originais. As traduções portuguesas que, provavelmente, mais se aproximariam das suas definições originais seriam “compromisso laboral” e “esgotamento”. No entanto, a adopção destas traduções seria muito redutora dos componentes que os caracterizam de acordo com os seus autores. xiv coping3 proactivas mediavam parcialmente a relação entre as exigências profissionais e o burnout (health impairment4), e entre o suporte social e o engagement (motivational process). Estes resultados sugerem que este recurso individual enriquece o poder explicativo do modelo JD-R, e que é importante para o ajustamento entre o bombeiro e o seu ambiente profissional. O segundo estudo, de natureza longitudinal e com uma amostra de bombeiros com missão de socorro (N = 651), revela que a relação entre exigências organizacionais e o burnout é recíproca, o que sugere a existência de um efeito de espiral negativa, tal como é proposto pela Teoria da Conservação dos Recursos. Adicionalmente, o modelo de equações estruturais, que inclui relações longitudinais recíprocas no modelo JD-R, é o que se ajusta melhor à amostra dos bombeiros portugueses. O terceiro estudo, de natureza quasi-experimental, com uma amostra da Força Especial de Bombeiros (N = 104), evidencia que um workshop de gestão do stress para líderes, com a duração de 21 horas, teve um efeito positivo significativo no suporte social dos colegas, percepcionado pelos seus subordinados directos. Tanto a discussão, como as limitações identificadas neste estudo, permitem sugerir novas metodologias de intervenção adaptadas à realidade cultural e organizacional dos participantes. O presente documento está dividido em três partes. A parte I é constituída pelo Capítulo 1, a qual apresenta uma introdução teórica sobre a psicologia da saúde ocupacional, bem como sobre os modelos teóricos que fundamentam o desenho dos estudos e enquadram a posterior discussão dos mesmos. No fim deste capítulo, é 3 A exemplo de situações anteriores, optou-se por não traduzir o termo coping por ser específico da literatura internacional da psicologia da saúde ocupacional. A tradução portuguesa que, provavelmente, mais se aproximaria da sua definição original seria “estratégias de gestão do stress”. 4 Optou-se por não fazer a tradução dos termos health impairment process e motivational process devido à inexistência de uma tradução portuguesa consensual, e por se tratar de designações dos processos associados ao modelo JD-R, que é um modelo vastamente difundido na literatura com as designações originais. xv efectuada uma apresentação integrada dos estudos que permite compreender o “fio condutor”, no que concerne à prossecução dos objectivos da dissertação. A parte II integra os Capítulos 2, 3 e 4, que correspondem aos estudos desenvolvidos no âmbito deste projecto de investigação. Uma vez que estes são estudos submetidos a revistas científicas internacionais, são apresentados em língua estrangeira e formato de artigo científico. A parte III aborda a discussão e conclusões da presente dissertação em dois capítulos. Assim, o Capítulo 5 expõe um resumo dos principais contributos dos estudos para os dois eixos estruturantes, bem como uma integração dos principais resultados. Por último, o Capítulo 6 evidencia os principais pontos fortes e limitações, a identificação de futuras questões a investigar e as conclusões finais. As conclusões desta dissertação abordam, quer as implicações teóricas relativas à expansão e desenvolvimento conceptual do modelo JD-R, quer as implicações práticas através da sugestão de elaboração de programas de promoção da saúde ocupacional dos bombeiros portugueses adaptados à sua idiossincrasia. Um dos desafios que sobressai do culminar deste projecto é o incorporar dos pressupostos teóricos empiricamente validados e das medidas de intervenção sugeridas, por parte da estrutura dos bombeiros portugueses, nos seus processos de gestão de recursos humanos e na sua cultura organizacional. Em termos do modelo JD-R, na sequência das conclusões dos estudos realizados, são colocados dois desafios, nomeadamente, a expansão teórica do modelo com uma componente de ajustamento pessoa-ambiente, e contemplar, na sua matriz conceptual e experimental, as relações causais recíprocas entre as características do trabalho e o bem-estar psicológico.
This thesis presents two structural axes that support both the three studies conducted and the ensuing discussion of the results. The first axis comprises an analysis of Portuguese firefighters’ occupational health, the conclusions of which, through an applied approach, allow us to delineate a path to promote these professionals’ psychological well-being. The second axis is based on the use of the Job Demands- Resources (JD-R) model as the main theoretical reference to frame this analysis, evaluating both its adaptability to this work domain, and its conceptual development and expansion. Within the research project, we have carried out separate analyses, presented in three papers. In the first study, with a sample of rescue mission firefighters from the 18 districts of Portugal (N = 1487), the results revealed that proactive coping partially mediated the relationship between job demands and burnout (health impairment), as well as the relationship between job resources and engagement (motivational processes). These results suggest that this individual resource enriches the model's explanatory power and is important for the mutual adjustment between the firefighter and his professional environment. The second analysis, which is longitudinal and with a sample of rescue mission firefighters (N = 651), revealed that the causal direction of the relationship between organizational demands and burnout is reciprocal, thus suggesting a loss spiral effect, as proposed by the Conservation of Resources theory. Additionally, the structural equation model, including cross-lagged reciprocal relationships in the JD-R model, is found to fit the data on Portuguese firefighters best. The third study, which is quasi-experimental and focuses on a sample of firefighters who are members of an elite organization (N = 104), shows that a stress management workshop for leaders with a duration of 21 hours had a significant positive effect on colleagues’ social support, as perceived by their subordinates. Both the discussion and the limitations identified in this third study suggest a need for new intervention methodologies adapted to the participants’ cultural and organizational reality. Finally, the conclusions of this thesis address the theoretical implications for the research model, as well as practical implications for the Portuguese firefighters´ psychological occupational health.
Descrição: Tese de doutoramento, Psicologia (Psicologia Social), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/2835
Appears in Collections:FP - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd60095_tese.pdf1,6 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE