Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/284
Título: O poder da imprensa : agenda setting no contexto das legislativas de 2005
Autor: Santana-Pereira, José
Orientador: Magalhães, Pedro
Palavras-chave: Agenda setting
Media
Opinião pública
Legislativas de 2005
Campanha eleitoral
Comunicação social
Mensagem política
Teses de mestrado
Data de Defesa: 2008
Resumo: O objectivo do trabalho de investigação aqui reportado foi o de verificar se, no contexto da eleição legislativa de 2005 em Portugal, terá ocorrido o fenómeno de agenda setting. Isto é, pretendeu-se verificar se a frequência com que os jornais portugueses abordaram determinados temas de actualidade influenciou a importância que as pessoas lhes conferiam. Com o propósito de testar empiricamente a hipótese de agenda setting, recorreu-se a dados já existentes, compilados pelo projecto Comportamento Eleitoral e Atitudes Políticas dos Portugueses, do Instituto de Ciências Sociais. Para a análise da imprensa, foram utilizados os dossiers com as notícias relevantes publicadas durante o período de campanha; para a análise da opinião pública, recorreram-se aos dados do inquérito pós-eleitoral de 2005. Estes conjuntos de informação foram trabalhados de duas formas distintas ao nível agregado (através da criação de grupos de notícias e de leitores de cada jornal/revista) e ao nível individual. Os resultados apontam para que, a ter ocorrido agenda setting neste período, este fenómeno não é extensível a todas as publicações analisadas. Para além disso, a sua observação e intensidade dependem de características individuais dos leitores e do tipo de tema de actualidade em questão. Também pudemos verificar que, tal como na investigação internacional, o método agregado é mais eficaz na sustentação empírica da hipótese de agenda setting que o método individual.
The aim of this study is to investigate whether there was agenda setting by the press in the context of the Portuguese legislative election of 2005. In other words, the purpose was to see if the frequency of coverage of several issues by the Portuguese newspapers had an impact on the salience of those issues to the public opinion. The data selected to test the agenda setting hypothesis had been previously gathered by the research project Electoral Behavior and Political Attitudes of the Portuguese, from the Instituto de Ciências Sociais. The newspaper content was analyzed by exploring folders containing the relevant news published during the campaign, while the public opinion on the issues was examined by looking at the data gathered through a post-electoral survey in 2005. These data were analyzed in two different ways at the aggregate level (creation of groups of news and readers of each newspaper) and at the individual level. The results show that, if the agenda setting phenomenon took place in this period, it did not happen for every newspaper considered, and its observation and strength depends upon individual characteristics of the readers and the kind of issue in scope. It was also confirmed that the aggregate method is more effective in giving empirical support to the agenda setting hypothesis than the individual method.
Descrição: Tese de mestrado em Política Comparada, apresentada à Universidade de Lisboa, através do Instituto de Ciências Sociais, em 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/284
Aparece nas colecções:ICS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
16301_O_Poder_da_Imprensa.pdf846,44 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.