Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/28480
Título: Estudo crítico dos valores de prova
Autor: Semblano, Paulo José Figueira, 1974-
Orientador: Pestana, Dinis Duarte, 1949-
Brilhante, Maria de Fátima Almeida, 1967-
Sequeira, Fernando, 1960-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2016
Data de Defesa: 2016
Resumo: No empreendimento coletivo que é a Ciência é frequente ser necessário harmonizar resultados contraditórios, ou extrair conclusões de experiências independentes que em si mesmo são inconclusivas, nomeadamente devido ao pequeno tamanho das amostras. Daí a construção de valores de prova combinados em meta análise, que é simples e elegante quando se assume que todos eles foram obtidos sob validade da hipótese nula—pelo que serão observações independentes e identicamente distribuídas de Uniformes padrão. Mas esta assunção é irrealista, pelo que a investigação de significância usando valores de prova levou a controvérsias que geraram novos conceitos dinamizadores, tais como valores de prova aleatórios e valores de prova generalizados. Mais recentemente, no estudo crítico de erros metodológicos (ingénuos ou fraudulentos) em que há a substituição de valores pouco convenientes por outros obtidos por repetição de experiências até se obter um valor de prova conveniente, Brilhante et al. (2015a) introduziram o conceito de valores de prova problemáticos (messy p-values). Nesta tese apresentamos resultados sobre uniformidade e desvios da uniformidade, modelos para valores de prova problemáticos — a que chamamos modelos de Mendel por a controvérsia de Mendel-Fisher ser um caso célebre em que se suspeita dessa prática de repetir experiências para reportar o resultado mais conveniente. Discute-se também a percentagem de valores de prova problemáticos na totalidade dos valores de prova reportados, uma questão que tem largo grau de indecidibilidade, e recorremos a estudos de simulação para suplementar a dificuldade de obtenção de resultados analíticos.
Building scientific knowledge is a colective endeavour, and it is often necessary to harmonize contradictory evidence or to extract evidence pooling inconclusive evidence from independent experiments using small samples. Combining p-values is rather simple under the naive assumption that all the individually reported p-values are uniform, in other words they have been obtainded under validity of the null hypothesis. This is seldom true, and the controversy it generated is at the origin of new concepts such as random and generalized p-values. Recently Brilhante et al. (2015a) introduced the concept of messy pvalues, i.e. reported p-values that are extrema of independent random variables, since the first time the experimenter performed the experiment he obtained what he considered an inconvenient p-value, and repeated the experiment until he obtained a p-value that suited his interests (and therefore is the minimum [or the maximum] of the observed genuinely uniform p-values). In this thesis we develop models for the mixture of genuine and of messy p-values, that we shall call Mendel models, since they are at the core of the Mendel-Fisher controversy. We discuss estimation methods to evaluate the proportion of messy p-values in the context of combining p-values in meta analysis, and add to our analytic results with a simulation study.
Descrição: Tese de doutoramento, Estatística e Investigação Operacional (Probabilidade e Estatística), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10451/28480
Designação: Doutoramento em Estatística e Investigação Operacional
Aparece nas colecções:FC - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd730657_td_Paulo_Semblano.pdf4,04 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.