Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2876

Título: Biologia e genética da conservação da branca-portuguesa, Euchloe tagis (Hübner, 1804) em Portugal
Autor: Marabuto, Eduardo Manuel Graça de Brito Valente, 1984-
Orientador: Paulo, Octávio, 1963-
Rebelo, Maria Teresa Ferreira Ramos Nabais de Oliveira, 1964-
Palavras-chave: Entomologia
Lepidoptera
Biodiversidade
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: A Branca-Portuguesa é uma espécie de borboleta (Insecta, Lepidoptera) cuja distribuição abarca a região Atlântico-Mediterrânica entre Portugal e Itália, Marrocos e Argélia, em núcleos fragmentados e divergentes do ponto de vista morfológico. O isolamento das suas populações advém fundamentalmente da sua especificidade ecológica na dependência de solos calcários onde se desenvolve um matagal mediterrânico de fácies calcícola e das plantas de que se alimentam as lagartas, as Assembleias. Este estudo, apoiado na importância das borboletas como elementos basilares nos ecossistemas, bem como na importância que a sua promoção representa para a conservação dos seus habitats, tem origem na lacuna de conhecimento existente sobre esta espécie em Portugal. A nível nacional, até ao presente apenas era conhecida uma única população, na Serra da Arrábida. A sinergia entre os dados cartográficos de distribuição dos calcários e das plantas alimentícias permitiu criar um mapa de distribuição potencial da espécie em Portugal e o trabalho de campo comprovou a existência de populações previamente desconhecidas no Alentejo e no Maciço Calcário Estremenho. Todos os locais de ocorrência partilham uma gama de características fundamentais para a sua subsistência. Através do seguimento e caracterização de todas as fases do seu ciclo-de-vida preencheu-se também uma outra lacuna de conhecimento. Através de um marcador molecular mitocondrial pretendeu-se avaliar o grau de diferenciação genética das populações europeias da espécie bem como inferir a sua história filogeográfica. E. tagis apresenta uma elevada diversidade genética não estruturada segundo a taxonomia e terá subsistido na Península durante o Quaternário em isolados policêntricos que sucessivamente entraram em contacto, tornando o padrão filogeográfico difuso. Com todos estes dados foi possível confrontar informação multidisciplinar para a conservação da Branca-Portuguesa, relevando-se a sua importância como espécie “guarda-chuva” e bio-indicadora de qualidade ecológica, podendo ser integrada, a par de outras espécies prioritárias como “espécie bandeira” dos seus habitats.
The Portuguese Dappled White is a butterfly (Insecta, Lepidoptera) whose distribution encompasses fragmented and morphologically distinct populations in the Atlantico-Mediterranean region from Portugal to Italy, Morocco and Algeria. This fragmentation arises fundamentally from its ecological specificity, depending on limestone soils where a lush Mediterranean calcicole scrubland develops, which is also where its caterpillar foodplants, Candytufts, are to be found. This study has its origin in the absolute lack of knowledge regarding this species in Portugal and is supported by the keystone importance of butterflies for ecosystems and of their promotion towards the conservation of their habitats. At the national level, until now only one population was known to thrive, at Serra da Arrábida. The synergy between cartographic data of the distribution of both limestone soils and the butterfly’s foodplants made possible the production of a potential distribution map for the species in Portugal and subsequent fieldwork unveiled the existence of previously unknown populations in Alentejo and the Maciço Calcário Estremenho. An E. tagis site holds a number of fundamental characters which allow its survival. Through the rearing and description of its early-stages, a knowledge gap was filled-in. With the use of a molecular mitochondrial marker it was possible to evaluate the degree of genetic divergence among the European populations of E. tagis and infer its phylogeography. This species exhibits a high genetic diversity, albeit not structured according to current taxonomy and probably has thrived in the Península during the entire Quaternary in polycentric isolates with subsequent migration between them making the general phylogeographical pattern diffuse. With these data we could confront multidisciplinary information towards the conservation of the Portuguese-Dappled-White, emphasizing its importance as an umbrella species and a bio-indicator of ecological quality. Together with other charismatic, priority species it can also be a good flagship species for its habitats.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia da Conservação). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/2876
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc080595_tm_Eduardo_Marabuto.pdf9,38 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia