Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Ciências Sociais (ICS) >
ICS - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/289

Título: Representações e percepções sobre crenças e tradições religiosas no Sul de Moçambique : o caso das Igrejas Zione
Autor: Mahumane, Jonas Alberto, 1977-
Orientador: Sarró, Ramon, 1962-
Palavras-chave: Crenças religiosas - Moçambique
Tradições religiosas - Moçambique
Igrejas Zione
Espíritos
Identidade
Modernidade
Moçambique - Região Sul
Teses de mestrado - 2008
Issue Date: 2008
Resumo: Esta tese parte de uma fragilidade presente em muitos estudos sobre crenças e tradições religiosas do Sul de Moçambique: a relação entre modelos teóricos e a realidade etnográfica. Muitos estudos desenvolvidos sobre crenças e tradições religiosas, em particular acerca das Igrejas Zione, têm dado ênfase a uma argumentação que tem como ponto de partida a ideia de solidariedade e coesão social, inspirada no sócio-funcionalismo de Durkheim. A maior parte desses estudos assumem que movimentos religiosos como as Igrejas Zione, cresceram e destacaram-se no panorama religioso local porque foram capazes de desenvolver redes sociais de solidariedade entre seus membros, como resposta à situação de pobreza e violência provocada pelos cenários de guerra e pósguerra e pelo impacto das políticas de globalização e dificuldades do Estado em garantir a assistência básica às populações. Confrontando a realidade etnográfica e essas perspectivas teóricas recorrentes nos estudos sobre Igrejas Zione do Sul de Moçambique, tentamos demonstrar ao longo deste trabalho, as vantagens da utilização de novos modelos teóricos que não se limitam a catalogar as crenças e tradições religiosas locais como algo que somente visa a solução dos problemas dos indivíduos ou grupos. Pelo contrário, sugerimos que elas sejam vistas tendo em conta as noções sóciocosmológicas locais.
This thesis arises from a fragility felt in most of the existing literature on religious beliefs and traditions in Southern Mozambique: the relationship between theoretical models and ethnographic reality. Many studies on religious beliefs and traditions, particularly those focusing on Zion Churches, emphasize a Durkheimian argument based on notions of solidarity and cohesion. Most of these studies assume that religious movements such as Zion churches developed and became relevant in the local religious landscape because they were able to enhance solidarity networks between their members, responding to poverty and violence caused either by war and post-war scenarios or by the impact of policies of globalization and difficulties of the State to ensure basic assistance to the people. By challenging the theoretical perspectives of these studies with recent ethnographic data on the Zion Churches in Southern Mozambique, we try to demonstrate the benefits of new theoretical frameworks that do no regard the beliefs and religious traditions as aiming to solve the problems of individuals or local groups. Rather, we suggest that they should be analysed taking into consideration deeper local socio-cosmological conceptions.
Descrição: Tese de mestrado em Antropologia Social e Cultural, apresentada à Universidade de Lisboa, através do Instituto de Ciências Sociais em 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/289
Appears in Collections:ICS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
16859_Microsoft_Word_Tese__JAMahumane.pdf528,31 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia