Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/2926

Título: O namoro no jovem adulto : compromisso e atitudes face à coabitação
Autor: Pascoal, Nadine Jesus
Orientador: Ribeiro, Maria Teresa, 1962-
Palavras-chave: Namoro
Jovens adultos
Coabitação
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: O jovem adulto encontra-se numa fase específica em que a construção do “nós” se torna mais saliente, sendo uma fase privilegiada de decisões relacionais, com implicações no futuro. Com este mapa actual como referência, propusemo-nos estudar as diferenças entre sexos relativamente ao compromisso amoroso e às atitudes face à coabitação. O estudo exploratório, combinando metodologias qualitativa (Focus Groups) e quantitativa (recorrendo a instrumentos como a Relationship Scale (Stanley, 1986; versão portuguesa, Pego, Ribeiro & Lourenço, 2009) e Attitudes Toward Cohabitation (Cunningham & Thornton, 2007; versão portuguesa, Pego, Ribeiro & Lourenço, 2009), acompanhadas de um questionário sociodemográfico), foi realizado com uma amostra de 305 jovens adultos, entre os 18 e os 28 anos. Os resultados indicam: a) que não existe relação entre o compromisso amoroso e as atitudes face à coabitação, uma vez que a coabitação parece ser um fenómeno cada vez mais normalizado, pois os jovens hoje em dia parecem ter uma visão idealizada da coabitação; b) os homens são mais comprometidos que as mulheres, o que não quer dizer que as mulheres não o sejam e c) não existe um aumento do compromisso com a coabitação.
The young adult is in a specific phase in which the construction of the "we" becomes prominent, being a privileged phase of relational decisions, with implications in the future. With this current map as a reference, we study the differences between sexes in relation to the loving commitment and on attitudes toward cohabitation. The exploratory study, combining qualitative methodologies (Focus Groups) and quantitative (using tools such as the Relationship Scale (Stanley, 1986; portuguese version, Pego, Ribeiro & Lourenço, 2009) and Attitudes Toward Cohabitation (Cunningham & Thornton, 2007; portuguese version, Pego, Ribeiro & Lourenço, 2009), accompanied by a demographic questionnaire) was held with a sample of 305 young adults between 18 and 28 years. The results indicate: a) that there is no relationship between loving commitment and attitudes towards cohabitation, since cohabitation seems to be a phenomenon increasingly standardised, because young people today seem to have an idealized vision of cohabitation; b) men are more committed than women, which does not mean that women are not, and c) there isn‟t an increased commitment with cohabitation.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/2926
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037516_tm.pdf2,6 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE