Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/29732
Title: Estudo sobre a vivência da doença : o auto-conceito e as estratégias de elaboração da ansiedade em crianças com asma brônquica
Author: Santos, Maria João Varandas dos, 1977-
Advisor: Fagulha, Teresa, 1946-
Keywords: Teses de mestrado - 2007
Psicologia clínica
Percepção de si
Asma brônquica
Ansiedade
Defense Date: 2007
Abstract: A asma brônquica é considerada como uma das doenças crónicas com maior prevalência a nivel mundial, afectando principalmente os países ditos industrializados, tendo uma maior prevalência na infancia. Pressupõe-se que, enquanto doença crónica, possa afectar o desenvolvimento da criança a diversos níveis: nas actividades do dia-a-dia, nas relações familiares, escolares e com os pares, bem como nas suas expectativas em relação ao futuro. Hipotetisa-se ainda que esta doença possa influir no autoconceito, e no modo como a criança elabora as emoções. O modo como os pais acompanham a criança nos cuidados que a doença exige, bem como as repercussões desta nas suas vidas é também um aspecto a investigar, tal como as perspectivas dos técnicos de saúde responsáveis pelo tratamento destas crianças. Este estudo teve como objectivo investigar o auto-conceito e as estratégias de elaboração da ansiedade nas crianças asmáticas, assim como o modo como a doença afecta diversas esferas da sua vida; a percepção que os seus cuidadores têm da doença, e do modo como esta os afecta, incluindo o acompanhamento em termos de saúde, e a relação com a equipa médica; a perspectiva que os técnicos de saúde têm da criança e da forma como esta lida com a doença, da sua relação com a criança e com os seus pais. Elaborou-se uma Entrevista para as Crianças, um Questionário para os Pais, e um Questionário para os Técnicos de Saúde. Foi utilizada a Escala de Auto-Conceito para Crianças e Pré-adolescentes de Susan Harter (Harter, 1985), e a prova "Era Uma Vez..." (Fagulha, 1992; 1997) para estudar as estratégias de elaboração da ansiedade. A amostra é constituída por 32 crianças com idades compreendidas entre os 8 e os 11 anos, com diagnóstico médico de asma brônquica, seguidas há pelo menos um ano em instituições hospitalares e clínicas, onde foram recolhidos os dados. Descrevem-se as estratégias da criança para lidar com a doença e as repercussões da doença nas actividades da sua vida. A nível do auto-conceito, e das estratégias de elaboração da ansiedade, verificou-se, em comparação com dados normativos, que a circunstância da doença não apresentou um efeito negativo, encontrando-se, pelo contrário, nas crianças do 4° e 5º ano uma auto-estima global, competência escolar e aceitação social elevadas em relação ao grupo normativo. No mesmo sentido vão os dados que se relacionam com a elaboração da ansiedade: as crianças da amostra tendem a utilizar mais frequentemente que as do grupo normativo estratégias de elaboração da ansiedade mais desenvolvidas como a Estratégia com Equilibração Emocional e a Estratégia Adaptativa Operacional.
Bronchial asthma is considered one of the most prevalent chronic diseases in the world, affecting mainly industrialised countries, and having a greater prevalence in childhood. It is assumed that as a chronic disease it may affect the child development at different levels: on daily activities, on family and school peers' relationships as well as on the expectations about future life. It is also possible that this disease may influence the self-concept, and the way the child elaborates its emotions. The way parents go along with the child on asthma medical care needs, as well as the repercussions it has in the child's life is also an aspect to investigate, like the health care technicians' perspectives. This research has the purpose to investigate the self-concept and the anxiety elaboration strategies in asthmatic children. Also, it intends to understand the way the disease affects the children's different life dimensions; the caretakers' perception of the disease and the way it affects them, including the health caring and the relation with the medical team. In the same way, we want to investigate the health care technicians' perspective of the child and the way it deals with the disease and also the relation between the child and its parents. An interview for children was elaborated, as well as a questionnaire for the parents and another for the health care technicians. We used the Self-Perception Profile for Children (Harter, 1985) and the "Once Upon a Time" technique to study the anxiety elaboration strategies. The sample is composed by 32 children aging between 8 and 11 years old with the medical diagnosis of bronchial asthma, and followed for, at least, one year in hospitals and medical centres, where all the data were collected. Child strategies to deal with the disease are described, as well as the.repercussions of the disease on their life activities. For the self-concept and the anxiety elaboration strategies, it was verified, comparing to the normative that the disease circumstance did not show a negative effect. On the contrary, it was found on the children between 4th and 5th grade higher global self-worth, scholastic competence and social acceptance, comparing to the normative group. The data on anxiety elaboration follow the same pattern: the sample children tend to use more frequently the more developed anxiety elaboration strategies, such as the Emotional Equilibration Strategy and Operational Adaptative Strategy.
Description: Tese de mestrado em Psicologia (Área de especialização em Psicologia Clínica), apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2007
URI: http://hdl.handle.net/10451/29732
Designation: Mestrado em Psicologia
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ulfp029536_tm.pdf8,89 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.