Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/29735
Title: Indução de raciocínio pró-social como promotor da tomada de perspectiva cognitiva
Author: Espírito Santo, Alice Cabral Santos, 1973-
Advisor: Aguiar, Maria Stela, 1949-
Keywords: Teses de mestrado - 2004
Dilemas
Conduta social
Competências sociais
Cognição social
Defense Date: 2004
Abstract: O tema da cognição social tem sido foco de interesse da psicologia do desenvolvimento nos últimos anos. De entre as várias competências relacionais a tomada de perspectiva cognitiva tem sido empiricamente relacionada com maior capacidade de comunicação, estabelecimento de relacionamentos interpessoais e resolução de problemas de natureza social e pró-social. O presente estudo tem por objectivo determinar se o desenvolvimento da competência de tomada de perspectiva cognitiva é favorecido pela exposição de crianças de 6/7 anos a uma condição experimental que confronta o sujeito à resolução de dilemas relativos a duas modalidades de conduta pró-social e que induz a experiência de conflito cognitivo entre o ponto de vista próprio e os pontos de vista contraditórios de vários modelos sociais. Avaliaram-se 40 crianças de 6/7 anos (1° ano do 1° ciclo do ensino básico) quanto à competência de tomada de perspectiva cognitiva através de uma prova adaptada de FlavelI (1968). As crianças foram divididas em dois grupos; controlo e experimental. O grupo experimental foi confrontado a dois dilemas pró-sociais adaptados de Lourenço (1991), modalidade repartir e ajudar, nos quais o sujeito deve antecipar a conduta de vários modelos sociais, promovendo-se assim o confronto de outros pontos de vista com o ponto de vista próprio. Verificámos que 60% das crianças do grupo experimental aumentam o nível de desempenho do pré-teste, o que só ocorre com 5% do grupo de controlo, o que confirma o efeito positivo da metodologia de treino utilizada para promover a competência da tomada de perspectiva cognitiva. Nas sessões de treino, dominam globalmente a opção altruísta (com excepção do modelo do ladrão), a construção de ganhos sobre a percepção de custos e os argumentos de natureza psicológica com orientação para a descentração, e aumentam relativamente a estudos anteriores os argumentos morais orientados para o estereótipo na justificação das respectivas opções.
Description: Tese de Mestrado em Psicologia (Área de Desenvolvimento Humano), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10451/29735
Designation: Mestrado em Psicologia
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ulfp019386_tm.pdf1,82 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.