Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/29934
Título: Falhar a transição ou do morto excluido : a conceptualização de iseƒet nos textos dos sarcófagos do Império Médio
Autor: Almeida, Ana Catarina Apolinário de
Orientador: Sales, José das Candeias
Ramos, José Augusto
Data de Defesa: 4-Jul-2017
Resumo: O presente trabalho tem como objectivo analisar a noção de isefet no âmbito dos Textos dos Sarcófagos do Império Médio do antigo Egipto (c. 1980-1640 a.C.). Consideramos que uma análise mais desenvolvida sobre o conceito pode contribuir para iluminar tanto a compreensão do conceito em si quanto a estrutura destes textos funerários. Esta proposta de conceptualização afigura-se particularmente pertinente, na medida em que, na transição do Império Antigo para o Império Médio, se percebe um florescer e ramificar da dialéctica maet/isefet. Contudo, maet tem sido, do par nocional, o elemento mais explorado nos estudos egiptológicos, em detrimento de isefet, que não tem merecido ensaios relevantes, apesar de as categorias de «desordem» carecerem de uma discussão mais alargada. Metodologicamente, a pesquisa baseia-se nas passagens dos Textos dos Sarcófagos que referem explicitamente o termo isefet, de forma a assegurar uma reflexão consistente, que contribua para a apreensão de uma mais depurada conceptualização e consolidação do seu campo de significados. Nesse sentido, procura-se desenvolver um trabalho de análise heurística estruturado em duas vertentes: uma de pendor mais formal de análise em contexto linguístico imediato; outra de pendor mais interpretativo, de análise em contexto extensivo. Dada a natureza mágico-ritual dos Textos dos Sarcófagos, optámos por inscrever a análise desta dissertação no âmbito da teorização de «teologia implícita» desenvolvida por Jan Assmann, a prática sagrada ritual e constelativa que assenta no contacto com o divino nas dimensões cultual, cósmica e mítica, procurando destacar o nível da performatividade ritual, que permite compreender estes textos com o seu enquadramento simbólico e cronológico específicos e, dentro do possível, na sua operacionalidade.
This thesis sets out to examine the notion of isefet, as it is found in the Coffin Texts arising from the Middle Kingdom of Ancient Egypt (c. 1980-1640 B.C.). It is our contention that a full-fledged analysis of the concept will help to shed light not only on the understanding of the concept itself, but also on the overall structure of these funerary texts. The conceptualization hereby proposed is particularly pertinent to the extent that, during the transition from the Old to the Middle Kingdom, one is able to discern a flourishing and a ramification of the dialectic maet/isefet. However, of the two maet has been, within the field of egyptological studies, the most exhaustively explored topic, whilst isefet has not yet merited substantial study, even though the categories of «disorder» undoubtedly call for a broader discussion. Methodologically, the research is based on textual passages taken from the selected corpus which explicitly mention the term isefet, so as to insure a consistent analysis which will then contribute to a better understanding of the conceptualization and to the consolidation of its field of meanings. We will thus try to conduct an essentially heuristic analysis which is framed by two dimensions: a more formal approach (embodied in an immediate context and language analysis) and a more interpretative approach (embodied in an extensive context analysis). In view of the magical-ritual nature of the Coffin Texts, we have chosen to inscribe this dissertation within the «implicit theology» theorization put forth by Jan Assmann, the ritual and constellative sacred practice which rests on the contact with the divine in all its cultic, cosmic, and mythical dimensions. It is our aim to highlight the level of ritual performitivity which allows us to understand these texts in their specific symbolic and chronological framework and in their operability.
URI: http://hdl.handle.net/10451/29934
Designação: Doutoramento no ramo de História, na especialidade de História Antiga
Aparece nas colecções:FL - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl238845_td.pdf16,64 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.