Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/30389
Título: Perspetivas e expectativas sobre a enfermagem nas equipas de saúde num centro de saúde
Autor: Neves, Marília Maria Andrade Marques da Conceição e, 1961-
Orientador: Queirós, Paulo Joaquim Pina
Gaspar, Maria Filomena Mendes
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2017
Data de Defesa: 2017
Resumo: Em Portugal implementou-se uma rede descentralizada de equipas multiprofissionais e multidisciplinares, resultante da reorganização dos Centros de Saúde, para assegurar acesso a cuidados de saúde integrados com abordagem de proximidade. Nestas equipas os profissionais tendem a partilhar competências, mudar papéis e trabalhar com outros prestadores de cuidados. Compreender o papel do enfermeiro proporcionará maior consciência do seu potencial nestas equipas e a (re)orientação das respostas perante as reais necessidades em cuidados de saúde da população. Para conhecer as perspetivas e expectativas que detém os próprios enfermeiros, os outros profissionais e os utentes, sobre o papel do enfermeiro nestas equipas recorreu-se ao estudo de caso múltiplo. Selecionado o contexto de três unidades funcionais de um Centro de Saúde, usaram-se as entrevistas semiestruturadas como método de recolha de informação. Os resultados revelam alguma convergência de perspetivas com os utentes a atribuírem ao enfermeiro um papel de ‘facilitador do processo de cuidados’, os médicos e assistentes técnicos de ‘mediador’ e os próprios enfermeiros de ‘interlocutor’ deste processo. A par com a competência clinica e científica são valorizadas por todos a proximidade, disponibilidade, empatia e capacidade comunicacional do enfermeiro. Os enfermeiros têm dupla expetativa sobre o seu papel: como ‘coordenador da continuidade dos cuidados’ pela sua proximidade na intervenção em diferentes contextos e situações, sendo coincidente com as expetativas dos outros profissionais; como ‘coordenador do processo de cuidados no domicílio’, sendo similar às expetativas dos utentes que recaem no papel de ‘gestor do processo de cuidados no domicílio’, pelas suas competências na contextualização cultural dos cuidados, combinação e mobilização de recursos para responder às suas necessidades, papel não reconhecido explicitamente pelos enfermeiros cujas expetativas não se orientam para a responsabilidade mas antes para a organização da rede de respostas. As expetativas dos enfermeiros são em parte determinadas pelo contexto organizacional aparte da motivação profissional.
In Portugal it was implemented a decentralized network of multi-professional and multidisciplinary teams, resulting from the reorganization of health centers to ensure access to health care integrated with proximity approach. These teams’ professionals tend to share skills, change roles and work with a wide range of care providers. An understanding of nurse’s role will provide greater awareness of their potential in these teams and the (re) orientation of the responses to the real needs in health care of the population. To know the prospects and expectations that owns the nurses themselves, other professionals and users of the nurse's role in these teams used to the multiple case study. Selected the context of three functional units of a health center, they used the semistructured interviews as a method of data collection. The results show some convergence prospects with users to assign nurses to the role of ‘facilitator of the process of care’, doctors and administrative ‘mediator’ and the nurses themselves ‘interlocutor’ role in this process. They are valued by everyone technical and scientific skills, proximity, availability, empathy and communicational capacity of nurses. Nurses have dual expectation of their role: as 'coordinator of continuity of care' for its proximity to the assistance in different contexts and situations, coinciding with the expectations of other professionals; as 'coordinator of the process of home care', being similar to the expectations of users who fall in the role of 'process manager of home care', for their expertise in the cultural context of care, combination and mobilization of resources to respond to their needs, role does not explicitly recognized by nurses whose expectations are not geared to the responsibility but rather to the organization's network responses. The expectations of nurses are in part determined by the organizational context apart from professional motivation.
Descrição: Tese de doutoramento, Enfermagem, Universidade de Lisboa, com a colaboração da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, 2017
URI: http://hdl.handle.net/10451/30389
Designação: Doutoramento em Enfermagem
Aparece nas colecções:REIT - Teses de Doutoramento (Enfermagem)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd731263_td_Marilia_Neves.pdf1,69 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.