Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/30453
Título: A emergência da arqueologia processual em Portugal: a Teoria e o Método (1968-200). Uma introdução.
Autor: Carvalho, Daniel
Diniz, Mariana
Palavras-chave: História da Arqueologia
Portugal
Nova Arqueologia
Arqueologia Processual
History of Archaeology
New Archaeology
Processual Archaeology
Data: 2017
Editora: Associação dos Arqueólogos Portugueses
Citação: Carvalho, D., & Diniz, M. (2017). A emergência da arqueologia processual em Portugal: a Teoria e o Método (1968-200). Uma introdução. In J. M. Arnaud & A. Martins (Eds.), Arqueologia em Portugal / 2017 – Estado da Questão (pp. 51-62). Lisboa: Associação dos Arqueólogos Portugueses.
Resumo: emergência da “Nova Arqueologia” originou importantes mudanças de paradigma no campo da Arqueologia, da segunda metade do século XX. De facto, as obras de Sally e Lewis Binford e David Clarke, simbolicamente, inauguram uma nova etapa, de corte efectivo com as práticas da Arqueologia Histórico-Cultural, nova etapa onde se pretende criar através de novos mecanismos epistemológicos, um novo Passado, construído à imagem das ciências exactas e da natureza. Neste trabalho, pretende-se abordar a introdução da Arqueologia Processual, ou “Nova Arqueologia”, na Arqueologia portuguesa, entre 1968 e 2000, através de uma análise bibliométrica a publicações periódicas, que permita detectar a evolução/transformação, teórica e metodológica, na prática e pensamento arqueológicos, assim como a sua relação com as profundas transformações que a sociedade portuguesa atravessa nesse período.
The emergence of “New Archaeology” led to an important paradigm shift in the field of Archeology in the second half of the twentieth century. In fact, the works of Sally and Lewis Binford and David Clarke, symbolically, inaugurate a new stage, promoting an effective cut with the practices of Historical-Cultural Archaeology. Within this new paradigm knowledge will be create under new epistemological mechanisms that should resemble those of the exact and natural sciences.In this work, the introduction of Processual Archaeology or “New Archeology”, in Portugal, between 1968 and 2000, will be discussed after a bibliometric analysis of two high standard archaeological journals. The shift towards Processual archaeology concerning both theory and practice as well as its relation with the profound transformations that Portuguese society undergoes during this period will be also analysed here.
Peer review: no
URI: http://hdl.handle.net/10451/30453
ISBN: 978-972-9451-71-3
Aparece nas colecções:UNIARQ - Livros e Capítulos de Livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Artigo4_ArqPort_2017.pdf3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.