Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3063

Title: Avaliação formativa e exames nacionais : análise de práticas de ensino e avaliação de uma professora da disciplina de história
Authors: Lagarto, Mariana de Jesus Serrano, 1960-
Advisor: Fernandes, Domingos, 1953-
Keywords: Avaliação em educação
Avaliação formativa
Exames escolares
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Abstract: Foi objecto desta investigação compreender como a prática da avaliação formativa e como o tempo despendido em tarefas de aprendizagem, numa turma de História A de 12º ano, se reflectiu nos resultados dos exames nacionais dos alunos seleccionados para o estudo. Tendo sido a sala de aula da investigadora, enquanto professora, o local privilegiado de recolha de dados, convidaram-se três professoras, que assistirem às aulas e produziram um relatório individual sobre o desenrolar das experiências de aprendizagem e sobre o tipo de avaliação utilizada nas aulas. Estes relatórios contribuíram para enriquecer a descrição do ambiente de ensino/aprendizagem. A recolha de dados incidiu ainda sobre entrevistas aos alunos e sobre elementos de avaliação produzidos por estes (incluindo as provas de exame), que constituíram informações vitais para a percepção do desempenho de cada aluno ao longo do ano e no exame. O período do estudo foi recuado ao 10º ano (altura em que os alunos tendiam a não aceitar pacificamente a realização contínua de tarefas em aula) para se perceber como o sistema de classificação utilizado, propiciou a mudança dos hábitos de trabalho por traduzir o processo de avaliação formativa. Os resultados do estudo evidenciaram que o tempo despendido na exploração de fontes, a diversificação de estratégias, o feedback constante e a prática de auto-avaliação permitiram que, até os alunos mais fracos (apesar das dificuldades), fossem desenvolvendo práticas autónomas de pensamento histórico. Estes construíam um discurso próprio, mobilizando de forma consistente conteúdos e argumentos para justificar a análise das fontes e validar a sua resposta, que não estava subordinada à lógica de resposta-padrão. No entanto, esta forma de trabalho esbarrou, de alguma forma, com a ambiguidade de duas das questões de exame, com o carácter restritivo dos critérios de correcção do exame e com a subjectividade dos professores correctores, que influenciaram os resultados obtidos por alguns destes alunos.
The purpose of this research was to understand how the practise of formative assessment and the time spent on learning tasks in a classroom of 12 th grade History A was reflected in national exams’ results. The chosen local for the necessary assembling data was the investigator’s/teacher classroom. Three other teachers were invited to observe the lessons and produced reports about the practice and assessment of learning experiences in the classroom. These reports were an important contribution to enrich learning environment description. For understanding each student’ perception of their own performance during the learning process and in the exam, students were interviewed and it was also important to gather some of their learning productions and their examination proofs. In order to understand how formative assessment was reflected in the classification system and how it contributed to change the students’ routines it was necessary to study their behaviour in 10 th grade, when they didn’t accept peacefully the “time on task” method. The evidences produced by this investigation shown that the “time on task” method used with source analysis, strategies diversification, constant feedback and self-evaluation allowed even the weakest students to develop their autonomy in the learning process and historical thinking. They learnt how to build their own speech, using contents and arguments to justify their own source analysis and to validate their answers. To end this abstract the investigator should point out that the ambiguity of two exam questions, the restrictive official correction and the subjectivity of the correctors influenced the results obtained by some these in the national exam.
Description: Tese de mestrado, Ciências da Educação (Avaliação em Educação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/3063
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd_tm_Mariana_Lagarto.pdf25.27 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE