Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3079

Título: Autoconceito e problemas de comportamento em crianças com dificuldades de aprendizagem
Autor: Clemente, Ivan Ferreira
Orientador: Santos, Salomé Vieira, 1959-
Palavras-chave: Auto-conceito
Problemas de comportamento
Dificuldades de aprendizagem
Teses de mestrado - 2008
Issue Date: 2008
Resumo: O presente estudo tem como objectivos: (a) a caracterização do autoconceito e dos problemas de comportamento num grupo de crianças com dificuldades de aprendizagem, (b) a análise da relação entre estas duas dimensões neste grupo de crianças. Foi recolhida uma amostra de 30 crianças com dificuldades de aprendizagem, com idades entre os 8 e os 12 anos, numa instituição onde as crianças recebem apoio pedagógico-terapêutico. Para a avaliação do autoconceito foi utilizada a adaptação portuguesa da Piers-Harris Children’s Self-Concept Scale (PHCSCS-2; Piers & Herzberg, 2002) desenvolvida por Veiga (no prelo). Para a avaliação dos problemas de comportamento foi utilizado o Inventário de Comportamentos da Criança para Professores (I.C.C.P.; Fonseca, Simões, Rebelo, Ferreira, & Cardoso, 1995), adaptação portuguesa do Teacher’s Report Form for Ages 6-18 (TRF) (Achenbach, 1991b), tendo o mesmo sido respondido pelas professoras das crianças na instituição. Foram ainda recolhidos dados sócio-demográficos das crianças através de uma Ficha contruída para o efeito. Os resultados indicam que, no autoconceito global, embora as crianças com dificuldades de aprendizagem tendam a obter resultados mais baixos do que um grupo de crianças sem estas dificuldades (amostra do estudo de adaptação do PHCSCS-2), as diferenças não são significativas. Também não se encontram diferenças significativas ao nível das subescalas, incluindo face ao autoconceito académico. Quanto aos problemas de comportamento, quer os rapazes quer as raparigas com dificuldades de aprendizagem diferiram significativamente dos da amostra de comparação (amostra do estudo de adaptação do I.C.C.P.) no Total, apresentando resultados mais elevados. O autoconceito Global e o Total de problemas de comportamento correlacionam-se negativamente e de forma significativa. Encontraram-se ainda várias correlações negativas significativas entre os totais respectivos e várias subescalas, bem como entre subescalas específicas, dos dois instrumentos utilizados para avaliar o autoconceito e os problemas de comportamento.
The objectives of this study are: (a) to charaterize self-concept and behavioral problems in a group of children with learning difficulties, (b) to analyse the relationship between these two dimensions in this group of children. A sample of 30 children with learning difficulties, aged 8 to 12, was taken in an institution where the children receive educational therapeutic support. In order to measure self-concept, the Portuguese version of the Piers-Harris Children’s Self-Concept Scale (PHCSCS-2; Piers & Herzberg, 2002) was used, which was developed by Veiga (no prelo). The Portuguese version of the Teacher’s Report Form for Ages 6-18 (TRF; Achenbach, 1991b; Fonseca, Simões, Rebelo, Ferreira, & Cardoso, 1995) was used to evaluate behavioral problems, having been applied to the children’s teachers in the institution. A Form was also designed to collect socio-demographical data regarding the children. The results indicate that, even though children with learning difficulties tend to have a lower global self-concept than children without learning difficulties (sample of the PHCSCS-2 Portuguese adaptation) these differences are of no statistical significance. Furthermore there were no differences regarding subscales, including the domain of academic selfconcept. As regards to behavioral problems, both boys and girls with learning difficulties achieved significantly higher levels of Total behavior problems, when compared to a sample of children without learning difficulties (sample of the Portuguese adaptation of the TRF). A significant negative correlation was found between global self-concept and total behavioral problems. Several significant negative correlations were also found among the respective totals and the subscales, as well as among specific subscales of the instruments used to evaluate self-concept and behavior problems.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/3079
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfp037652_tm.pdf298,21 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE