Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/3109
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGalvão, Cecília, 1955-por
dc.contributor.authorReis, Pedro Guilherme Rocha dos, 1965--
dc.date.accessioned2011-04-11T14:27:31Z-
dc.date.available2011-04-11T14:27:31Z-
dc.date.issued2004-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10451/3109-
dc.descriptionTese de doutoramento em Educação (Didáctica das Ciências), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Ciências, 2004por
dc.description.abstractA presente investigação pretendeu estudar a forma como um grupo de professores e alunos de Ciências da Terra e da Vida (11º ano) interpretam e reagem às controvérsias sócio-científicas recentes, divulgadas pelos meios de comunicação social. Este estudo reveste-se de particular relevância num período marcado, simultaneamente, por fortes discussões relativas ao impacto social e ambiental de várias inovações científicas e tecnológicas e pela implementação de novos currículos de ciências, que realçam a importância da discussão de controvérsias sócio-científicas no desenvolvimento da literacia científica dos alunos. Actualmente, a compreensão da natureza da ciência e da sua relação com a sociedade e a cultura é considerada um dos eixos fundamentais da literacia científica (Galvão, 2001; McComas, 2000). No entanto, diversas investigações têm revelado que tanto a escola como os meios de comunicação social parecem contribuir, explícita e implicitamente, para a construção de concepções limitadas acerca da ciência e dos cientistas (Abd-El-Khalick e Lederman, 2000; Matthews e Davies, 1999; Praia e Cachapuz, 1998). Perante esta situação, assume especial importância a realização de iniciativas de desenvolvimento pessoal e profissional (centradas nas escolas) que, estimulando a reflexão na acção e sobre a acção, capacitem os professores para uma reconstrução dos currículos e das suas práticas, de acordo com as orientações curriculares actuais para o ensino das ciências (Roldão, 1999; Ponte, 1998; Schön, 1987; Loucks-Horsley, Hewson, Love e Stiles, 1998). Nesta investigação, optou-se por uma abordagem interpretativa, de tipo qualitativo, que decorreu em duas fases complementares. Numa primeira fase, baseada essencialmente em estudos de caso, procurou-se investigar o eventual impacto destas controvérsias nas concepções dos professores e dos alunos (sobre a natureza, o ensino e a aprendizagem das ciências) e na prática pedagógica desses professores. Como métodos de recolha de dados aplicaram-se questionários, realizaram-se entrevistas semi-estruturadas, efectuaram-se observações de aulas e analisaram-se diversos documentos (nomeadamente, histórias de ficção científica redigidas pelos alunos). Entre os alunos, foi evidente a falta de conhecimentos processuais e epistemológicos sobre a ciência, bem como a existência de diversas ideias estereotipadas e deturpadas sobre as características e a actividade dos cientistas. As práticas de sala de aula utilizadas pelos seus professores e as imagens de ciência divulgadas pelos meios de comunicação social parecem contribuir para esta situação. A segunda fase do estudo, suscitada pelos resultados obtidos durante a primeira fase, assumiu um formato de investigação-acção, perseguindo, simultaneamente, como é inerente a esta metodologia, finalidades de compreensão e de intervenção sobre a realidade detectada. A constatação do teor limitado e estereotipado das concepções dos alunos e de algumas práticas de sala de aula caracterizadas pela ausência de referências explícitas a aspectos processuais e epistemológicos da ciência, motivou a realização de uma acção de desenvolvimento pessoal e profissional dirigida aos professores envolvidos na primeira fase do estudo. Esta acção de formação permitiu constatar as potencialidades de várias estratégias utilizadas na estimulação da reflexão (sobre as concepções e as práticas de sala de aula), no reconhecimento das potencialidades das actividades de discussão de questões sócio-científicas (na abordagem de aspectos da natureza e funcionamento da ciência) e na construção de conhecimento didáctico necessário à utilização deste tipo de actividades em contexto de sala de aula. Contudo, o aspecto mais importante da acção de formação deverá ter sido a sua contribuição para a identificação e o estudo de factores que afectam a congruência entre as concepções dos professores (acerca da natureza, do ensino e da aprendizagem das ciências) e a prática de sala de aula. Os resultados obtidos neste estudo têm implicações para a investigação sobre as concepções dos alunos acerca da natureza da ciência, o ensino das ciências (no Ensino Básico e Secundário) e a formação inicial e contínua de professores. Entre as mais significativas destacam-se: a) as potencialidades da utilização combinada de histórias de ficção científica (sobre a actividade dos cientistas) e de entrevistas na investigação das concepções dos alunos acerca do empreendimento científico; b) a importância de uma intervenção activa do ensino das ciências na discussão das imagens veiculadas pelos media (acerca da ciência, da tecnologia e da actividade, características e motivações dos cientistas); c) a pertinência de um maior investimento na concepção e avaliação de materiais educativos centrados em aspectos processuais e epistemológicos da ciência; e d) a relevância de iniciativas de desenvolvimento pessoal e profissional, centradas na escola, que apoiem os professores durante a concepção e a implementação desse tipo de materiais em contexto de sala de aula.por
dc.description.abstractThis research aimed at studying how some Earth and Life Science (11th grade) students and teachers interpret and react to recent socio-scientific controversies made public by the media. Two elements make this study particularly relevant: a) the actual debate concerning social impact of several scientific and technological innovations; and b) the implementation of new science curricula, which, stress the development of pupils scientific literacy through the discussion of socio-scientific controversies. Understanding the nature of science and its relation to society and culture is considered to be one of the main aspects of citizens scientific literacy (Galvão, 2001; McComas, 2000). However, several studies have shown that both school and media seem to contribute, explicitly and implicitly, to the construction of limited conceptions about science and scientists (Abd-El-Khalick and Lederman, 2000; Matthews and Davies, 1999; Praia and Cachapuz, 1998). This situation brings forth the importance of conceiving personal and professional development initiatives aimed at encouraging reflection and supporting classroom practices reconstruction (Roldão, 1999; Ponte, 1998; Schön, 1987; Loucks-Horsley, Hewson, Love and Stiles, 1998). An interpretative approach of a qualitative nature was chosen, organized in two complementary phases. The first phase was essentially based on case studies. It sought out to investigate the possible impact of these controversies on teachers and pupils conceptions (about the nature, teaching and learning of science) and also on teachers pedagogical practices. Data collection instruments included questionnaires, semi-structured interviews, classroom observation and the analysis of several documents (namely science fiction stories written by pupils). Among pupils there was a lack of procedural and epistemological knowledge of science, as well as, the presence of several stereotyped ideas about scientists features and activities. Both science teachers classroom practices and media seem to contribute to this situation. The second phase of the study, motivated by the results of the first phase, assumed an action-research format which aimed at understanding and intervening upon the reality that was revealed. The realization of pupils limited and stereotyped conceptions, as well as, certain classroom practices (characterized by the lack of explicit references to procedural and epistemological aspects of science), prompted an in-service workshop for the teachers involved in the first phase of the study. This initiative showed three potentialities of several strategies used: 1) stimulating reflection upon classroom conceptions and practices; 2) acknowledging the potential of classroom activities concerning the discussion of socio-scientific issues; and 3) constructing the professional knowledge for using this kind of activity in classroom context. However, the most important aspect of this workshop was its contribution to the identification and study of factors affecting the consistency between teachers conceptions (about the nature, teaching and learning of science) and their classroom practices. The results of this study have several educational implications. Among the most pertinent ones are: a) the potential of combined use of science fiction stories (about scientists activities) and interviews in investigating pupils conceptions about scientific activity; b) the importance of classroom discussions about media images (about science, technology and scientists activities, features and motivations); c) the importance of developing and evaluating educational materials focused on procedural and epistemological aspects of science; and d) the relevance of personal and professional development initiatives, that support teachers throughout the conception and implementation of this type of material in classroom context.en
dc.description.sponsorshipPRODEP, Instituto de Inovação Educacional (medida 2 do SIQE, contrato nº 42/2000); Centro de Investigação em Educação da FCULpor
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectDidáctica das ciênciaspor
dc.subjectTeses de doutoramento - 2004por
dc.titleControvérsias sócio-científicas : discutir ou não discutir: percursos de aprendizagem na disciplina de ciências da terra e da vidapor
dc.typedoctoralThesispor
Aparece nas colecções:FC - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd046398_td_Pedro_Reis.pdf1,7 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.