Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/31394
Título: Perceção do risco em municípios da Área Metropolitana de Lisboa
Autor: Nunes, Adriana Anacleto
Orientador: Garcia, Ricardo
Queirós, Margarida
Palavras-chave: Perceção
risco
municípios
frequência de ocorrência,
sentimento de segurança
Almada
Amadora
Vila Franca de Xira
Data de Defesa: 2017
Resumo: Ancorada na (in) certeza de que vivemos numa Sociedade de Risco surge a presente dissertação, com o objetivo de aplicar de um inquérito estruturado em torno da temática do Risco e sua Perceção que permitisse analisar as perceções dos inquiridos numa amostra de três municípios da Área Metropolitana de Lisboa (Almada, Amadora e Vila Franca de Xira), verificando-se se ocorre (dis)concordância entre os perigos existentes e o risco percecionado. É realizada uma breve abordagem aos conceitos e perspetivas inerentes ao Risco e a sua Perceção do Risco, tal como uma caracterização geral dos municípios em estudo e dos perigos presentes, quer a nível municipal quer na Área Metropolitana de Lisboa. Foi analisada a perceção do risco nos três municípios e efetuou-se a sua comparação, tendose identificado que a população do município com a perceção mais ajustada à realidade é a da Amadora. No que se refere ao grupo etário cuja perceção do risco se revelou mais desajustada corresponde aos inquiridos com idades superiores a 65 anos. Ainda através da metodologia adotada foi possível enumerar os riscos mais temidos pelos inquiridos e perceber se correspondem a medos verdadeiros. Em termos gerais, os incêndios florestais e urbanos, sismos e acidentes rodoviários são os quatro perigos em que os inquiridos apresentam maior grau de preocupação. No outro extremo, destacam-se as ondas de frio, os movimentos de massa e a erosão costeira. Por fim são apresentadas algumas medidas de política que visam a sensibilização e mitigação do risco com o objetivo de apoiar comunidades que respondam de forma efetiva em caso de ocorrência de fenómenos perigosos.
Anchored to the (un) certainty that we live within a Society of Risk this dissertation aims to apply a structured survey regarding the subject of Risk and Perception, allowing, simultaneously, the analysis of the respondent´s answers, verifying if there is (dis)agreement between the existing and perceived hazards within three municipalities of the Metropolitan Area of Lisbon (Almada, Amadora and Vila Franca de Xira), A brief approach is taken upon the concepts and perspectives inherent to Risk and Risk Perception/ Awareness, as well as a general characterization of the municipalities under study and their present hazards, both at the municipal level and in the Metropolitan Area of Lisbon. The awareness of risk in the three municipalities was analyzed, a comparison was made, concluding that the population of the municipality of Amadora demonstrates the most accurate perception. The age group whose perception of risk was the most misfit corresponds to respondents aged over 65 years old. Through the adopted methodology, it was also possible to enumerate the most feared risks by the respondents and to understand if they actually correspond to true fears. In general terms, forest and urban fires, earthquakes and road accidents are the four hazards that most concern the respondents. At the other extreme, we highlight cold waves, slope movements and coastal erosion. At the end, some policy measures about risk awareness and mitigation are presented which aim to support communities to respond effectively to the occurrence of hazardous events.
URI: http://hdl.handle.net/10451/31394
DOI: 201841223
Designação: Mestrado em Geografia Física e Ordenamento do Território
Aparece nas colecções:IGOT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_igotul009838.pdf4,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.