Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3162

Título: Inserção profissional e formas identitárias : percursos dos licenciados da Universidade de Lisboa
Autor: Alves, Natália, 1958-
Orientador: Canário, Rui, 1948-
Palavras-chave: Inserção profissional
Universidade de Lisboa
Ensino superior - Portugal
Teses de doutoramento - 2007
Issue Date: 2007
Resumo: Esta investigação filia-se nos estudos sobre a inserção profissional dos jovens e teve por objectivo identificar os percursos de inserção e as formas identitárias dos licenciados da Universidade de Lisboa. A análise que realizámos foi devedora de duas abordagens teóricometodológicas distintas. Para identificar os percursos de inserção profissional, enquanto sucessão de posições e de estatutos no mercado de trabalho, desenvolvemos uma investigação de cariz extensivo e quantitativo e socorremo-nos das propostas teóricas de autores como Vincens, Vernières, Rose, Ryan e Nicole-Drancourt, entre muitos outros, e dos numerosos estudos empíricos realizados pelos investigadores do CEREQ. Para analisar os percursos de inserção como processos de socialização profissional e de construção identitária, desenvolvemos uma abordagem de natureza intensiva e qualitativa devedora da Teoria da Socialização de Claude Dubar. A análise secundária dos dados empíricos, recolhidos através da aplicação de dois inquéritos por questionário aos licenciados da UL, permitiu-nos construir uma tipologia de percursos de inserção profissional, composta por cinco percursos tipo: o percurso de acesso directo a um emprego estável, caracterizado pela celebração de um contrato de trabalho sem termo, no primeiro emprego, o de acesso diferido a um emprego estável, que se distingue pelo facto de a estabilidade de emprego ser antecedida pela passagem por empregos precários, o de estabilidade na precariedade que apresenta como elemento distintivo a sucessão de formas atípicas de emprego, o de inserção precária, caracterizado por uma alternância entre vínculos precários e desemprego e, por último, o de exclusão que contempla as situações de desemprego de inserção de longa duração. A realização de entrevistas biográficas a uma amostra de licenciados e a análise estrutural das suas narrativas permitiu-nos, por seu turno, identificar quatro formas identitárias: a identidade de projecto que tem como elemento estruturante a valorização da relação virtuosa entre trabalho-investigação-formação pós-graduada; a identidade de carreira que se constrói em torno da ideia de evolução e de progressão contínua; a identidade de emprego que tem no princípio da estabilidade o seu elemento constitutivo; e a identidade dos empresários de si que se constrói com base na valorização do princípio da autonomia. A triângulação metodológica que orientou esta pesquisa permitiu-nos relativizar uma análise da inserção profissional que se socorre de categorias oficiais definidas a priori, para reconstruir os percursos objectivos, a partir da forma como os licenciados se pensam no que fazem e se dizem no que são.
This research is linked to studies on youths’ professional insertion and aimed at identifying insertion trajectories and forms of identity-building by graduates from the University of Lisbon. The analysis undertaken followed two different theoretical and methodological approaches. To study professional insertion trajectories as a succession of labour market positions and ranks we have chosen an extensive and quantitative research relying upon the theoretical approaches of authors like Vincens, Vernières, Rose, Ryan and Nicole-Drancourt, among many others, along with the numerous empirical studies carried out by CEREQ researchers. To analyse insertion trajectories as processes of professional socialization and identity building we have developed an intensive and qualitative approach indebted to Claude Dubar’s Theory of Socialization. A secondary analysis of empirical data gathered by inquiry among graduates from the University of Lisbon allowed us to set up a typology of professional insertion trajectories comprising five types of insertion pathways: direct access to a stable job, characterized by non term labour contract, at first job, deferred access to stable job, which differs from the previous type because job stability is preceded by a path of precarious jobs; stability in precariousness, whose most distinctive feature is a succession of atypical forms of employment; precarious insertion, characterized by a rotation between precarious contracts and unemployment; and finally exclusion, which comprises the situations of long term unemployment and insertion. On the other hand, the biographic interviews conducted among a sample of graduates and the structural analysis to their narratives allowed us to identify four forms of identity-building: project identity which takes valuing of the virtuous relation among work – research - postgraduate training as its structuring feature; career identity, built upon the idea of continuous evolution and progression; job identity, which takes the principle of stability as its intrinsic element; and selfentrepreneurial identity, built upon appraisal of the principle of autonomy. The methodological triangulation that guided this study allowed us to relativize an analysis of professional insertion relying upon preset official categories and entitled us to reconstruct the objective trajectories departing from the way graduates think of themselves in what they do and speak of themselves in what they are.
Descrição: Tese de doutoramento em Ciências da Educação (Sociologia da Educação), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2007
URI: http://hdl.handle.net/10451/3162
Appears in Collections:FPCE - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd054512_6.3_Entrevista_Pedro.pdf240,61 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_6.2_Entrevista_Vera.pdf320,47 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_6.1_Entrevista_Marta.pdf215,95 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_5.5_Entrevista_Dinis.pdf204,35 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_5.4_Entrevista_Ana.pdf181,03 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_5.3_Entrevista_Rita.pdf167,15 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_5.2_Entrevista_Isabel.pdf92,18 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_5.1_Entrevista_Amelia.pdf127,59 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_4.4_Entrevista_Sofia.pdf296,52 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_4.3_Entrevista_Duarte.pdf239,46 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_4.2_Entrevista_Ines.pdf150,85 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_4.1_Entrevista_Diogo.pdf329,1 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_3.3_Entrevista_Analia.pdf95,01 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_3.2_Entrevista_Maria.pdf135,35 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_3.1_Entrevista_Berta.pdf257,33 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_2.2_Tratamento_Estatistico.pdf32,74 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_2.1_Procedimentos.pdf86,51 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_1.2._Questionario_1994_1998.pdf93,41 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_1.1_Questionario_1999_2003.pdf96,23 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_17_Anexo_Metodologico.pdf246,4 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_16_Bibliografia.pdf313,82 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_15_Conclusao.pdf284,02 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_14_Cap_9.pdf430,95 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_13_Cap_8.pdf501,21 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_12_Cap_7.pdf531,2 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_11_Cap_6.pdf344,51 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_10_Cap_5.pdf503,69 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_9_Cap_4.pdf401,29 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_8_Cap_3.pdf540,6 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_7_Cap_2.pdf411,88 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_6_Cap_1.pdf357,15 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_5_Introducao.pdf117,02 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_4_Indices.pdf58,5 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_3_Agradadecimentos.pdf37,05 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_2_Resumo_Abstrac.pdf44,11 kBAdobe PDFView/Open
ulsd054512_1_Capa_folha_rosto.pdf269,68 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE