Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/31661
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGama, Augusta-
dc.contributor.authorMarques, Patrícia Sofia de Melo-
dc.date.accessioned2018-02-12T15:34:28Z-
dc.date.available2018-02-12T15:34:28Z-
dc.date.issued2017-
dc.date.submitted2017-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10451/31661-
dc.descriptionTese de mestrado em Biologia Humana e Ambiente, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2017pt_PT
dc.description.abstractA menarca é um marco importante na maturação sexual feminina e é considerado um indicador de saúde. A influência do estado nutricional na idade de menarca é conhecida e aceite, e, desde o início do séc. XX, tem-se observado um decréscimo na idade de menarca enquanto que a prevalência de excesso de peso tem vindo a aumentar. Fatores socioeconómicos e familiares, de saúde, de desenvolvimento pré-natal e de exposição a contaminantes levam a alterações na idade de menarca e potencializam a acumulação de tecido adiposo. Raparigas com excesso de peso tendem a ter menarca precoce, o que se relaciona a riscos na saúde, perturbações do ciclo menstrual e distúrbios do bem-estar emocional. Com este estudo, pretende-se caracterizar a idade de menarca e o estado nutricional de adolescentes portuguesas, e avaliar fatores que possam estar relacionados com menarca precoce e excesso de peso, explorando características do ciclo menstrual, saúde e bem-estar, imagem corporal, ambiente pré-natal e do primeiro ano de vida, contexto familiar e exposição a contaminantes. Foram estudadas raparigas de 5 escolas nos concelhos Sintra e Lisboa (N=923), de idades entre os 12 e os 19 anos, com o consentimento informado e respeitando o anonimato. Às participantes foi aplicado um questionário e feita uma avaliação antropométrica. Foram determinadas as classes de idade de menarca (precoce e normal a tardia) e de índice de massa corporal, segundo as normas da IOTF (peso baixo ou normal e excesso de peso ou obesidade). Os dados recolhidos foram analisados estatisticamente com teste de χ², teste t, regressão logística binária e análise exploratória em componentes principais. A média da idade de menarca nas adolescentes menstruadas foi de 12,07±1,25 anos e a frequência de menarca normal foi de 58,9%, precoce de 29,3% e de tardia de 11,8%. Quanto ao estado nutricional e crescimento, 72% das jovens tinham peso normal, 19,7% excesso de peso e 3,8% obesidade e a variabilidade das medidas antropométricas estava geralmente adequado, entre o percentil 15 e percentil 85. As adolescentes com menarca precoce tiveram uma maior tendência para ter peso mais elevado, baixa estatura e maior adiposidade do braço e índice de adiposidade. Jovens com excesso de peso ou obesidade tiveram 2,6 vezes maior chance de ter tido menarca precoce que aquelas com peso baixo ou normal. Raparigas com menarca precoce tiveram maior propensão para ter menstruações curtas e dores menstruais mais intensas, autoavaliação da saúde e imagem corporal negativas e um período gestacional mais curto. O excesso de peso ou obesidade está associado a dores menstruais mais intensas, a perceção negativa da saúde e da imagem corporal e a um maior peso da progenitora antes da gravidez. As alterações na maturação sexual e no estado nutricional têm impacto na saúde e bem-estar na adolescência e na vida adulta e são consequência do ciclo de vida; como tal, é importante explorar os fatores que possam estar relacionados com os seus distúrbios. A menarca tal com a estatura reflete as influências do percurso de vida enquanto o peso reflete o curto prazo. Se o excesso de peso e a obesidade têm sido investigados por serem preocupação na infância e adolescência, a idade de menarca precoce devia também ser alvo de investigação e de sensibilização para os riscos na saúde feminina. Os resultados levam a sugerir a necessidade de desenvolver mais estudos sobre os determinantes da menarca entre as adolescentes portuguesas e de desenvolver ações de sensibilização para a promoção da saúde feminina muito precocemente para que a puberdade, a adolescência e idade adulta feminina sejam saudáveis.pt_PT
dc.description.abstractOne of the most important events in female puberty is menarche, and it’s known that it is related to the girl’s nutritional state. Age at menarche (AAT) has been decreasing since 20th century. Simultaneously, the prevalence of overweight and obesity has been increasing in developed countries. AAT and adiposity are known to be influenced by socioeconomic factors, family background, health, prenatal development and contaminant exposure. Overweight and obese girls have a higher risk of having precocious menarche, which is linked to health complications, menstrual cycle irregularities and psychological and emotional problems. The main goal of this study is to determine AAT and nutritional status of Portuguese adolescents and evaluate which factors might be related to precocious menarche and overweight, such as menstrual cycle characteristics, health and well-being factors, body image, prenatal development and factors related to the 1st year of life, family background and chemical exposition. A sample of school girls from 5 schools in Sintra and Lisbon (N=923), aged between 12 and 19 years old, was studied. After getting their informed consent, all the participants answered a questionnaire and did an anthropometric exam. AAT was classified in “precocious” and “normal or delayed” and body mass index was classified in “underweight and normal weight” and “overweight and obesity”, (according to IOTF cut offs). The data obtained was statistically analyzed using χ², t-test, binary logistic regression and exploratory analysis of main components. Amongst the girls who had their menstruation, the median AAT was 12,07±1,25 years. The prevalence of normal, precocious and delayed AAT was 58,9%, 29,3%, and 11,8% respectively. In the sample, 72% girls were normal weight, 19,7% were overweight and 3,8% were obese. Most of the girls had normal values for the anthropometric indicators (between 15 and 85 reference percentiles). Girls with precocious AAT were at a higher risk to be heavier, shorter, with bigger adiposity of the arm, and higher adiposity index. Overweight or obese girl had 2,6 higher chance of having precocious AAT. Girls with precocious AAT had a higher risk for shorter menstruation duration and intense dysmenorrhea, poorer health and body image evaluation and revealed to have had a shorter gestational period. Overweight and obesity were associated with stronger menstrual pain, negative health perception and body image and higher maternal weight before pregnancy. Changes in sexual maturation and nutritional status influence health and well-being during adolescence and adulthood. AAT reflects the process of growth while the nutritional status results from alterations on a shorter period - therefore, it is important to study which factors are associated with disorders related to those events. Precocious AAT should be investigated as extensively as nutritional status is, since both have impact on the adolescent health and future life. The results suggest that more studies are needed to find out which factors are related to AAT among Portuguese young girls; adolescents and parents need to be informed about importance of female health in the early ages to promote a healthier life and promote well-being for all ages.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsclosedAccesspt_PT
dc.subjectIdade de menarcapt_PT
dc.subjectExcesso de pesopt_PT
dc.subjectSaúdept_PT
dc.subjectCiclo menstrualpt_PT
dc.subjectTeses de mestrado - 2017pt_PT
dc.titleIdade de menarca, excesso de peso e saúde em adolescentes portuguesaspt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameMestrado em Biologia Humana e Ambientept_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Naturais::Ciências Biológicaspt_PT
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc124288_tm_Patricia_Marques.pdf2,28 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.