Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3191

Título: Mulheres na sombra : great victorian women behind great victorian men
Autor: Cavaco, Cristina Frois de Figueiredo Baptista, 1953-
Orientador: Malafaia, Maria Teresa, 1951-
Palavras-chave: Mill, Taylor Harriet, 1807–1858
Wedgwood, Emma 1808–1896
Ternan, Ellen, 1839-1914
Mulheres - Inglaterra - séc.19
Condições sociais - Inglaterra - séc.19
História cultural - Inglaterra - séc.19
Teses de doutoramento - 2011
Issue Date: 2010
Resumo: A tese analisa e compara três percursos na era vitoriana, de Harriet Taylor, Emma Wedgwood e Ellen Ternan, e os respectivos contributos para as vidas e obras filosófica, científica e literária de John Stuart Mill, Charles Darwin e Charles Dickens, respectivamente. O objectivo deste trabalho, realizado no âmbito dos Estudos Culturais e no mais restrito dos Estudos de Género, propõe‑se identificar a influência destas três figuras femininas, tendo em conta a iniciativa individual, mas também a forma com foram condicionadas pelo ambiente cultural da era vitoriana (1837­‑1901). O texto permite uma abordagem pormenorizada dos vectores em causa em cada um dos casos. No primeiro, a dificuldade que se colocava às autoras para publicar, na época, procurando‑se os motivos para justificar a opção pela invisibilidade; no segundo, aborda a condição da mulher casada e com família, que investe neste projecto de vida, secundarizando ou recusando uma participação mais abrangente na vida pública, profissional ou artística; no terceiro, procuram‑se provas de colaboração nos bastidores da vida pública, nomeadamente na revisão de provas e nos ensaios de leituras públicas, analisam‑se, também, as implicações das relações ilícitas e fora do círculo do casamento legal. Além dos três casos individuais referidos, a tese aborda alguns dos principais vectores do período cultural em causa, analisando o impacto de alguma da produção legislativa com incidência no quotidiano da população feminina, as condições de publicação em jornais e no meio editorial em geral, os valores que presidem à actuação das mulheres no círculo familiar e as perspectivas de intervenção pública, além dos constrangimentos que, inevitavelmente, este sector da população enfrentou no referido período. A conclusão que culmina a análise dos três casos problematiza a condição feminina, ou as condições femininas, uma vez que se tornam claras as diferenças que estatuto económico e social, classe, lugar e meio cultural, nomeadamente, têm para cada percurso individual, num período especialmente rico em contradições, mas também aberto à inovação e ao debate público.
Harriet Taylor, Emma Wedgwood and Ellen Ternan, three mostly silent victorian women, are the centre of my present work. I focused on their engaged contribution to the lives and philosophic, scientific and literary production of John Stuart Mill, Charles Darwin and Charles Dickens, in this order. Written according to a Gender Studies approach, within a wider Cultural Studies frame, the study aims to stress the influence of these women from a new angle. It takes into account individual initiative, and also the way victorian culture and values restrained their action, in the period ranging from 1837 to 1901, evaluating the negotiation undertaken in each case, to outstand their own voice, successfully or not. The thesis allows a detailed approach to the outstanding issues at stake at the time and in each case. In the first one, difficulty to publish stands out, allowing an attempt to justify the choice of invisibility; in the second case, I stress the married woman’s role in a family environment, seen as a life project, undermining or denying a more comprehensive participation in public, artistic or professional life; in the third one, I search for evidence of part taking in background activities, such as proof reading or public readings coaching, and also an evaluation of an informal marriage implications in mid‑victorian society. Beyond the three cases studied, the thesis approaches some of the main features of the victorian era, namely the impact of the legislation approved in the same period, underlining its powerful outcome in female population daily life. Furthermore, publishing conditions in the daily press and the press in general, the values behind women’s role in the family, as well as behaviour and perspectives of public intervention. Apart from the constraints female population had to face in the same period. The Conclusion focuses on the female condition, or should one write conditions, since deep differences are stressed, either of economic and social status, or place and cultural ground, namely. These influenced individual experience, in an environment known by its tensions and contradictions, but also open to innovation and public debate.
Descrição: Tese de doutoramento, Estudos de Literatura e de Cultura (Estudos Ingleses), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/3191
Appears in Collections:FL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd60408_td.pdf3,06 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE