Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/32302
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFreire, Isabel Pimenta, 1952--
dc.contributor.authorPacheco, Maria Isabel dos Santos Gonçalves-
dc.date.accessioned2018-03-12T16:21:22Z-
dc.date.available2018-03-12T16:21:22Z-
dc.date.issued2005-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10451/32302-
dc.descriptionTese de Mestrado em Ciências da Educação (Área de Formação de Professores), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2005pt_PT
dc.description.abstractSendo a indisciplina um fenómeno multidimensional, apresenta fronteiras tão ténues quanto variáveis no tempo e no espaço. Sendo reflexo da sociedade, a escola e nomeadamente a sala de aula surgem como palcos dos comportamentos “mais comuns” de indisciplina às situações ditas “mais graves”, o que tem concitado a preocupação dos principais agentes escolares, em especial os professores que são os que mais sofrem com os seus efeitos. Neste contexto, tem a investigação empírica, sobre disciplina e indisciplina e formação de professores, produzido resultados que enfatizam uma formação mais orientada para princípios preventivos do que correctivos. Se é certo que os professores têm de dispor de competências científicas e didácticas não é menos certo que têm de dispor de competências relacionais, que para além de serem susceptíveis de aquisição e treino, passam pela aquisição de uma atitude científica de questionamento e problematização do real, alicerçada em competências de diagnóstico, intervenção e avaliação que a formação lhes deve facultar. (Estrela, M. T., 2002). Neste sentido, desenvolvemos este estudo que se insere no quadro de uma abordagem pedagógica do fenómeno da indisciplina e das suas implicações na formação inicial de professores, pretendendo, assim, contribuir para a melhoria e aperfeiçoamento do processo de formação inicial de professores do 3º ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário. A partir de algumas questões formuladas e estabelecidos os objectivos, enveredámos por um abordagem qualitativa, através de um estudo de caso com professores estagiários e seus formadores, de um núcleo de estágio bidisciplinar do Ramo de Educacional de uma instituição universitária pública. Realizámos seis entrevistas, recolhendo a opinião dos dois professores estagiários, dos dois orientadores locais e dos dois supervisores universitários. Posteriormente, procedemos também à análise documental dos sumários e das actas dos seminários efectuados na escola pelos orientadores de estágio e pelos professores estagiário de forma diversificar as fontes de dados. A análise da informação permitiu inferir que, na situação estudada, a formação inicial de professores do modelo do Ramo Educacional apresenta lacunas, quer ao nível do currículo académico, quer da ligação da teoria à prática. Para além de ser um currículo fortemente orientado para a formação científica, denota uma irrelevância da teoria para a prática, não preparando o formando para esta, e transmitindo uma imagem distanciada da realidade. O choque com a realidade com que os formandos se confrontam não resulta apenas dessa imagem poderemos dizer deformada do real, mas também das dificuldades encontradas na prática, avultando, entre várias, as relativas à intervenção no campo disciplinar, bem como à organização e gestão de sala de aula e das relações interpessoais, aspectos cada vez mais cruciais no desempenho docente. A sua preparação neste âmbito revela-se pouco aprofundada, pouco desenvolvida e sem articulação, o que aparentemente traduz a fraca operância do modelo de formação do grupo alvo no campo pedagógico e mais especificamente no campo relacional, pese embora o facto do presente estudo, ao utilizar como estratégia de investigação o estudo de caso, não permitir generalizações, se bem que nos permita conhecer a realidade estudada em profundidade.pt_PT
dc.description.abstractBeing indiscipline a multidimensional phenomenon, it presents boundaries both tenuous and variable in time and space. As a reflexion of society, school and namely the classroom emerge as stages of the “most common“ indiscipline behaviours to the so called “gravest “ones, what has concited the school agents and particularly the teachers’ worry as these suffer directly with its effects. In this context, the empirical research on discipline and indiscipline and teachers’preservice education has produced results, which emphasize a preservice education more oriented to preventive than to corrective principles. If it is certain that teachers have to achieve scientific and didatic capabilities, it isn’t less right that they have to achieve relational capabilities, susceptible of acquisition and coaching, and also a scientific attitude of questionning and problematization of reality, set in diagnosis, intervention and measurement capabilities, that preservice education must afford them. (M.T. Estrela, 2002). Therefore, we have developed this study set in a pedagogical approach framework on the indiscipline phenomenon and its implications on preservice teachers’ education, aiming to contribute to the improvement of secondary teachers’ preservice education process. After having formulated some questions and set goals, a qualitative approach was adopted in a case-study with preservice students and their supervisors of a bidisciplinary training group of the educational preservice model of a public university. Six interviews were made to collect the opinions of two preservice students, two school supervisors and two universitary supervisors. Aiming to diversify the data sources, we have analysed the summaries and the minutes of the seminars which were carried out at school by school supervisors and preservice students. The data analysis allows us to conclude that the educational preservice model, in the situation studied, presents gaps in the curriculum and practices. Besides, it is a curriculum strongly oriented towards scientific than pedagogical capabilities, showing the irrelevance of theory in the field of practice, neither preparing the preservice students for the latter nor giving a reliable image of reality. The impact with reality, the preservice students are faced with, isn’t only caused by that unreliable image of reality, but also by the difficulties found in practice, emphasizing among others, those ones concerning the disciplinar intervention, classroom management and interpersonal relationship fields, considered crucial aspects in the teachers performance. Their preparation at this extent reveals neither deepened nor developed and non-articulated, what apparently translates the preservice education model weakness on the target- group concerning the pedagogical field and more specifically, the relational one, being aware of the fact that as the present study, is based on the case-study research strategy, it doesn’t allow generalisitions, but it lets us be acquainted with the reality studied in depth.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsrestrictedAccesspt_PT
dc.subjectTeses de mestrado - 2005pt_PT
dc.subjectIndisciplina escolarpt_PT
dc.subjectProfessores - Formaçãopt_PT
dc.subjectProfessores em início de carreirapt_PT
dc.subjectEnsino básico (3º Ciclo)pt_PT
dc.subjectEnsino secundáriopt_PT
dc.titleA formação inícial e a (in)disciplina : o caso de um núcleo de estágio bidisciplinar do 3º ciclo do ensino básico e do ensino secundáriopt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameMestrado em Ciências da Educaçãopt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área científica::Ciências Sociais::Ciências da Educaçãopt_PT
Aparece nas colecções:FPCE - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.