Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Ciências Sociais (ICS) >
ICS - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/324

Título: Presidenciais 2006: os media e a construção das candidaturas
Autor: Salgado, Susana, 1973-
Orientador: Cabral, Manuel Villaverde, 1940-
Palavras-chave: Eleições presidenciais
Campanhas eleitorais
Candidatos políticos
Comunicação social
Jornalismo
Marketing político
Teses de doutoramento
Issue Date: 2007
Resumo: Como é que um candidato se torna presidente? Que tipos de elegibilidade estão presentes numa eleição presidencial em Portugal? Como podem os candidatos influenciar a forma como os eleitores os vêem? Essas percepções podem influenciar os resultados eleitorais? As imagens dos candidatos podem mudar durante a campanha eleitoral? Estas questões são o ponto de partida para este estudo sobre as eleições presidenciais de 2006. Avaliando o peso que os órgãos de informação podem ter no processo de formação da imagem dos candidatos, o nosso objectivo é compreender a construção política e mediática dos candidatos, especialmente do vencedor. Neste contexto, acreditamos que as imagens dos candidatos podem ser um importante factor de influência no comportamento eleitoral e propomos um conceito de imagem do candidato' com diferentes dimensões: as características pessoais do candidato, a pertença partidária e as questões às quais ele é associado, bem como a forma como ele se apresenta aos eleitores através dos media. Para além disso, os media são, actualmente, uma importante esfera de representação política, por onde passa quase toda a informação política a que o eleitor tem acesso.Integramos a nossa investigação nas pesquisas sobre Media e Política, propondo uma abordagem baseada na análise de conteúdo dos media e em entrevistas aos candidatos presidenciais, aos seus responsáveis de Comunicação, a comentadores políticos e a jornalistas.Os resultados confirmam que os media são mais do que meros intermediários, ajudando a construir as mensagens e imagens políticas. Através da identificação de um grau crescente de interpretação jornalística e da tendência para o mimetismo mediático, os políticos usam os media como um laboratório onde testam decisões antes de as tomar e anunciar. A análise aponta, pois, para a existência de efeitos indirectos dos media sobre a política e sobre os cidadãos-eleitores.
Descrição: Tese de doutoramento em Ciências Sociais (Sociologia Política), apresentada à Universidade de Lisboa, através do Instituto de Ciências Sociais em 2007
URI: http://hdl.handle.net/10451/324
Appears in Collections:ICS - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
5570_TESE_DOUTORAMENTO_SUSANA_SALGADO_ICSUL.pdf3,51 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia