Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/32479
Título: Como avaliar a investigação clínica : o exemplo da avaliação crítica de um ensaio clínico
Autor: Carneiro, António Vaz
Data: Fev-2008
Citação: GE - J Port Gastrenterol 2008; 15 (1): 30-36
Resumo: The role of science in medical practice is nowadays absolutely irreplaceable. The continuous publication of studies and clinical trials produces evidence of good quality, based on which physicians can base their decisions, even in a uncertain and risky environment. Moreover, the combination of rare and expensive resource management with professional accountability of doctors in efficacious and cost-effective care creates new rational needs and demands. Nowadays, scientific research from clinical studies can be looked upon from three standpoints of view (as opposed from 30 years ago): 1) there is a much bigger number of studies; 2) their quality is higher and 3) they can be located easily (through search of electronic databases). So the question is not “Is there an answer to my questions?” (most of the time the answer will be yes), but “Are these data I locate reliable?”. For these (and other) reasons, is absolutely mandatory that doctors know how to critically appraisal the clinical evidence from studies.In this paper we present a scheme of critical appraisal of clinical trials, as an example of evaluation of clinical research.
O papel da ciência na prática clínica é, hoje em dia, absolutamente insubstituível. A publicação permanente de estudos e ensaios clínicos produz evidência (prova científica) de boa qualidade, sobre a qual é possível o médico tomar decisões sólidas, mesmo que num contexto de incerteza e risco. Para além disso, a combinação entre a gestão de recursos cada vez mais escassos e dispendiosos por um lado, com responsabilização dos médicos por parte da sociedade na prestação de cuidados eficazes mas custo-efectivos, por outro, cria novas exigências de rigor e racionalização da prática médica. Hoje em dia, a evidência científica proveniente de estudos clínicos pode caracterizar-se – em relação à existente digamos há 30 anos atrás – em três pontos: 1) existe muito maior quantidade de estudos; 2) a qualidade destes é muito melhor; e 3) estes podem pode ser rápida e eficazmente localizados (através de meios informáticos que pesquisam as grandes bases de dados biomédicas). Portanto a questão não deverá ser “Existe uma resposta para a minha questão?” (a resposta será na maior parte dos casos afirmativa), mas sim “Estes dados que encontrei são fiáveis?”. Por estas (e outras) razões, torna-se absolutamente fundamental que o médico saiba analisar a qualidade metodológica dos artigos que seleccionou para ler. Neste artigo apresentamos, como exemplo de avaliação da investigação clínica, um esquema de análise crítica de ensaios clínicos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/32479
ISSN: 0872-8178
Versão do Editor: http://www.sped.pt/index.php/publicacoes/ge-portuguese-journal-of-gastroenterology
Aparece nas colecções:FM-CEMBE-Artigos em Revistas Nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Como_avaliar_investigacao.pdf97,11 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.