Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/32810
Título: Laboratório de competências emocionais – unidade curricular em estreia no Instituto de Educação
Autor: Caetano, Ana Paula
Sobral, Catarina
Palavras-chave: Pedagogia do ensino superior
Competências emocionais
Ética
Autoconhecimento
Formação pela investigação
Data: Dez- 179
Editora: Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Caetano, A. P., & Sobral, C. (2016). Laboratório de competências emocionais – unidade curricular em estreia no Instituto de Educação. In C. A. Gomes, M. Figueiredo, H. Ramalho, & J. Rocha (Coords.), Atas do XIII Congresso SPCE - Fronteiras, diálogos e transições na educação (pp. 256-265). Viseu: Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Viseu.
Resumo: O estudo que se apresenta inscreve-se num projeto de investigação intitulado Educação Emocional e Ética – para uma formação integrada, e constitui a primeira análise do trabalho realizado em 2015/16 numa nova unidade curricular da Licenciatura de Educação e Formação do Instituto de Educação, da Universidade de Lisboa, designada de Competências Emocionais. Trata-se de um laboratório opcional, para o 2º ano da licenciatura. O projeto visa desenvolver conhecimento sobre os processos formativos e seus efeitos, nomeadamente no que respeita ao desenvolvimento dos estudantes, nas áreas emocional e ética. Iremos mobilizar nesta comunicação sobretudo as reflexões presentes nos portefólios das alunas e alguns dos dados das notas de campo das docentes. Como resultados preliminares dos comentários das alunas e das notas de campo das formadoras sobressai a importância de atividades ligadas ao desenvolvimento do autoconhecimento, da partilha e reflexão sobre situações problemáticas e geradoras de emoções negativas, da instituição de práticas coletivas e culturais que incentivam o desenvolvimento de uma ética do cuidado, a coesão da turma, e um clima emocional de segurança e confiança. As formadoras, interessadas em assumir um modelo educativo que extravasa uma perspetiva personalista, centrada apenas no autoconhecimento, introduziram práticas educativas que incentivam a indagação crítica e que levam as estudantes a participar e atuar em eventos dentro e fora da instituição educativa, focadas no conhecimento de outras experiências educativas e culturais e na investigação sobre temas emocionais, associados a questões éticas relativas à Paz. É sobre essas experiências que iremos fazer uma análise e reflexão crítica.
Descrição: Congresso realizado em Viseu, na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viseu, nos dias 6, 7 e 8 de Outubro de 2016
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/32810
ISBN: 978-989-96261-6-4
Versão do Editor: http://www.esev.ipv.pt/spce16/
Aparece nas colecções:IE - GICFP - Comunicações e Conferências

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Atas_SPCE2016.pdf183,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.