Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/33056
Título: Coronary heart disease in diabetes mellitus : risk factors and epidemiology
Outros títulos: A doença coronária na diabetes mellitus : factores de risco e epidemiologia
Autor: Carneiro, António Vaz
Palavras-chave: Type 1 and 2 diabetes mellitus
Cardiovascular risk factors
Primary and secondary prevention of coronary heart
Data: Out-2004
Editora: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Citação: Rev Port Cardiol 2004;23 (10):1359-1366
Resumo: Cardiovascular complications in diabetic patients, especially type 2, can be classified as microvascular (renal, ophthalmologic and neurologic) and macrovascular (coronary, cerebrovascular and peripheral vascular). Type 1 and 2 diabetic patients have increased cardiovascular risk, especially for coronary artery disease. This has been well established through high-quality studies, as have interventions to ameliorate the major risk factors. The main risk factors for increased incidence of coronary artery disease in diabetic patients include hyperlipidemia, hypertension, smoking, microalbuminuria and hyperglycemia. The therapeutic approach to the type 2 diabetic patient should include--if there is no individual contraindication--diet control, physical exercise, smoking cessation and, particularly, pharmacologic interventions with antiplatelets (mainly aspirin and clopidogrel) and/or anticoagulants (warfarin), angiotensin-converting enzyme inhibitors, angiotensin II receptor antagonists, beta-blockers and anti-dyslipidemics (mainly statins), as well as oral antidiabetics (or insulin). In this paper we present and discuss the results of lowering cardiovascular risk in these patients, which should lead to a marked decrease in the incidence of coronary artery, cerebrovascular and peripheral vascular disease, with consequent improvement in prognosis.
As complicações cardiovasculares dos doentes diabéticos, especialmente tipo 2, podem dividir-se em microvasculares (renais, oftálmicas e neurológicas) e macrovasculares (coronárias, cérebrovasculares e arteriais periféricas). Os doentes diabéticos (tipo 1 ou 2) encontram-se em risco aumentado de doença cardiovascular, especialmente coronária. O risco está bem determinado em estudos de excelente qualidade, e a eficácia das intervenções nos factores de risco major também. Os principais factores de risco para uma incidência aumentada de doença coronária em doentes com diabetes mellitus incluem a hiperlipidémia, hipertensão, tabagismo, microalbuminúria e hiperglicémia. O esquema de tratamento do diabético tipo 2 deverá portanto incluir sempre – se não houver qualquer contra-indicação individual – a manutenção do peso ideal, uma dieta racional, exercício físico, cessação tabágica e, especialmente, intervenções farmacológicas com antiagregantes (principalmente aspirina e clopidogrel) e/ou anticoagulantes (varfarina), inibidores do enzima de conversão, antagonista dos receptores da angiotensina II, beta-bloqueantes e antidislipidémicos (principalmente estatinas), para além dos antidiabéticos orais (ou insulina). Neste artigo apresenta-se e discute-se o resultado da diminuição do risco cardiovascular nestes doentes, que se deverá traduzir por uma diminuição muito marcada da incidência de doença coronária, cerebrovascular e periférica, melhorando deste modo globalmente o seu prognóstico.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/33056
ISSN: 0870-2551
Versão do Editor: http://www.elsevier.pt/pt/revistas/revista-portuguesa-cardiologia-334/numeros-anteriores
Aparece nas colecções:FM-CEMBE-Artigos em Revistas Nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Doenca_coronaria_Diabetes.pdf72,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.