Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/33058
Título: Tipos de estudos clínicos. II. Estudos de Coorte
Outros títulos: Types of clinical studies. II. Cohort studies
Autor: Fernandes, Susana M.
Carneiro, António Vaz
Palavras-chave: Clinical studies
Cohort study
Longitudinal, prospective and retrospective studies
Clinical epidemiology
Evidence-based cardiology
Data: Set-2005
Editora: Elsevier
Citação: Rev Port Cardiol 2005;24 (9):1151-1158
Resumo: Cohort studies include groups of patients that are followed over time to determine the incidence or natural history of a disease, together with the risk factors for specific outcomes. These studies can be used to determine disease characteristics as well as the causal relationship between exposure and disease. They are, however, very expensive, because they need large patient samples. Cohort studies can be classified as prospective (the investigator defines the sample and measures predictive variables before outcomes arise) or retrospective (the investigator defines the sample and measures predictive variables after outcomes arise). Cohort studies are susceptible to various types of bias (systematic errors) that must be eliminated in order to ensure the validity of the results. To increase the validity of cohort studies the investigator has to consider exposure, outcome, sample selection and the statistical analysis (risk ratios and/or differences, absolute and relative risks, etc.).
Os estudos de coorte incluem grupos de doentes que são seguidos no tempo para determinação da incidência ou da história natural da doença, assim como dos factores de risco para os vários resultados (outcomes). Estes estudos permitem determinar as características das doenças e a relação de causalidade entre uma exposição e uma doença. São, no entanto, financeiramente muito pesados, porque necessitam geralmente de uma amostra de grandes dimensões. Os estudos de coorte dividem-se em prospectivos (em que o investigador define a amostra e mede as variáveis preditivas antes dos resultados terem ocorrido) e retrospectivos (o investigador define a amostra e colhe dados sobre as variáveis preditivas depois dos resultados terem ocorrido). Os estudos de coorte estão sujeitos a uma série de viéses (erros sistemáticos), que devem ser eliminados se se quiser garantir a validade dos resultados. Para aumentar a validade dos estudos de coorte é necessário que o investigador tenha em atenção a exposição, o outcome, a escolha da amostra e a forma como é feita a análise estatística (rácios ou diferenças de risco, riscos absolutos e relativos, etc.).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/33058
ISSN: 0870-2551
Versão do Editor: http://www.elsevier.pt/pt/revistas/revista-portuguesa-cardiologia-334/numeros-anteriores
Aparece nas colecções:FM-CEMBE-Artigos em Revistas Nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tipos_estudos_clinicos.pdf69,85 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.