Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3319

Title: Hipodermoclise : uma forma de dignificar a vida na prestação de cuidados de saúde no domicilio
Authors: Moreira, Luísa Maria Leitão, 1966-
Advisor: Cruz, Maria Deolinda Antunes da
Grilo, Isabel Monteiro, 1951-
Keywords: Cuidados paliativos
Hipodermoclise
Dor
Cuidadores
Injecções subcutâneas
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2010
Abstract: O aumento da população idosa em todo o mundo e, especificamente, da população com doenças oncológicas, doenças neurológicas degenerativas e SIDA, são exemplos de doentes para quem a cura nem sempre é uma realidade. O seu sofrimento e perda de autonomia devem ser assistidos no final do seu percurso de vida, por uma equipa de cuidados paliativos que lhes proporcione a melhor qualidade de vida possível. Assim, é necessário promover o bem-estar do doente e da sua família, ajudando na procura dum sentido de vida, através do controlo sintomático, de comunicação, de apoio adequado à família, do trabalho em equipa e do apoio no luto, sendo que estes são objectivos major dos cuidados paliativos. É crucial para o doente e família, que a equipa de saúde intervenha, de forma eficaz, no controlo sintomático, nomeadamente da dor e outros sintomas, através da avaliação da situação de saúde e da administração de terapêutica. Neste contexto, a via subcutânea é considerada uma boa alternativa para a administração terapêutica ou no controlo da dor ou para hidratação (hipodermoclise), podendo ser utilizada no domicílio, pela família/cuidador e/ou doente. Pretendemos com este estudo conhecer as dificuldades que os profissionais das equipas de cuidados continuados, médicos e enfermeiros, sentem relativamente ao uso da via subcutânea para hidratação e/ou para administração de terapêutica, em doentes crónicos de evolução prolongada, no domicilio. Neste sentido realizámos um estudo exploratório do tipo descritivo, com a aplicação de um questionário, com o qual verificámos que dos 106 respondentes, apenas 38,7% utilizaram a via subcutânea para hidratação ou administração terapêutica. Estes exercem maioritariamente funções na zona da Grande Lisboa. Constatámos ainda que os respondentes que nunca utilizaram a via subcutânea consideram indispensável a formação nesta área, dada a importância do recurso a esta via para o controlo sintomático do doente em cuidados paliativos no domicílio. The increase of the elderly population worldwide and, specifically the population with malignancies, neurological degenerative diseases and AIDS, are examples of patients for whom cure is not always a reality. Their suffering and loss of autonomy shall be assisted by the end of their life journey by a palliative care team providing them the best quality of life possible. Thus it is necessary to promote the welfare of the patient and his family, giving them meaning in life through symptom control, communication, adequate family support, teamwork and support the grief and these are objectives major of palliative care. It is therefore crucial for the patient and family that the health team intervenes effectively in the symptomatic control, including pain and other symptoms, by assessing the health situation and the administration of therapy. In this context, the subcutaneous administration is considered a good alternative for therapeutic administration or in pain control or for hydration and may be used at home, by the family/ caregiver and / or the sick person. With this study we intend to understand the difficulties that professional teams of continued care, doctors and nurses, feel about the use of subcutaneous administration for hydration and / or administration of therapy in patients of chronic prolonged evolution, at home. We undertook a descriptive exploratory study, with the application of a questionnaire, through which we found that of 106 respondents, only 38.7% used subcutaneously for hydration therapy or administration and practise care, principally, in the area of the Great Lisbon. We noted also that the respondents who never used the subcutaneous consider training in this area essential, given the importance of using this approach for the symptomatic control of patients in palliative care at home.
Description: Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/3319
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
608200_Tese.pdfDissertação15.4 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE