Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/33336
Título: Problemas urbanos levantados pela transição do Parque Expo para o Município de Lisboa
Autor: Gonçalves, João Miguel dos Santos
Orientador: Vale, Mário Adriano Ferreira do
Palavras-chave: Problemas Urbanos
Espaços Públicos
Gestão Urbana
Parque das Nações
Município de Lisboa
Data de Defesa: 18-Abr-2018
Resumo: O surgimento dos problemas urbanos nos espaços públicos são o resultado de uma má usufruição ou utilização por parte das pessoas. As repercussões destes problemas podem ter diferentes efeitos pois dependem da origem e dos contextos territoriais em que emergem. Os processos de Gestão Urbana devem assumir um papel importante na resolução dos problemas urbanos nas cidades, de forma a poder contribuir para um sistema territorial equilibrado e articulado e para uma melhor qualidade de vida urbana. O território oriental da cidade de Lisboa apresentava até meados da década de 90, um estado de crescente declínio industrial e problemas ambientais, pelo que surgiu a necessidade de mudar esta situação. A escolha da cidade de Lisboa para ser o palco de um grande evento mundial, foi encarado como uma oportunidade para implementar um projeto de Regeneração Urbana, tendo em conta a atribuição de novos usos e funções para um território decadente. O desafio da Expo 98 era de não seguir a experiência de Sevilha 92 e neste sentido o seu projeto urbanístico foi pensado para uma utilização do território a longo prazo ao integrar sobretudo a função residencial e a instalação de um conjunto diversificado de serviços sociais, atividades económicas e comerciais. A implementação do projeto urbanístico permitiu oferecer à cidade de Lisboa um novo território constituído por espaços públicos dotado de infraestruturas e equipamentos de elevada qualidade. A Parque Expo, para além de ter sido a entidade organizadora da exposição, encarregou-se também pela gestão do território da Expo 98, posteriormente designado de Parque das Nações até 2012, ano em que o estado português decide proceder à sua extinção. O município de Lisboa passou assim a assumir as competências de gestão territorial. A elevada usufruição do território e a forte pressão urbanística permitiu que começasse a surgir uma crescente degradação devido à ausência de uma manutenção e gestão urbana contínua do território. Os problemas urbanos no Parque das Nações começaram a intensificar-se nos últimos anos e atualmente os desafios para o território do Parque das Nações prendem-se com a necessidade de implementar um modelo de gestão urbana adequado e capaz de atender aos problemas e carências atuais, evitando que o território entre em declínio.
The rise of urban problems in open spaces is a direct consequence from the bad usage from the people. The repercussions of this problems can have tremendous effect since they are dependent from the origins and territorial contexts that they emerge from. Urban management processes should take a key role on the resolution of city urban problems, so that they contribute for a balanced and articulated territorial system and a better urban lifestyle quality. Till the mid of the 90´s, the eastern territory of the city of Lisbon showed signs of industrial decline and environmental problems, for which there was a need to reverse this trend. The choice of Lisbon to be the stage of one of the world greatest stages was faced as an opportunity to implement a program of Urban regeneration, considering the need to requalify new usages and functionalities for a declining territory. The challenge of Expo 98 could not follow the path of Sevilla 92 and in this sense the urbanistic plan was thought as a long-term commitment to integrate mainly residential activities and the installment of a diverse set of services as economical and commercial activities. The implementation of the planned urban project allowed the city of Lisbon to provide a new urban space with public spaces built with infrastructural and equipment’s of high quality. Parque Expo, besides being the entity in charge of organization of Expo 98, was also tasked with the management of the space till its extinction in 2012 by the Portuguese government, which by the time had its name changed to Parque das Nações. The Município of Lisbon was then tasked with the territorial management of these area. The growing usage of the area and the strong urbanistic pressure caused the surge of degradation of the space, mainly caused by the lack of urban management maintenance of the territory at hand. The urban problems of Parque das Nações started to intensify in the previous years and currently the challenges of the territory are due from the necessity of an urban management model that is adequate and capable of answering the problems and current needs, avoiding the territorial decline.
URI: http://hdl.handle.net/10451/33336
Designação: Gestão do Território e Urbanismo
Aparece nas colecções:IGOT - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tm_igotul010937.pdf8,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.