Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/33577
Título: Desenvolvimento e validação inicial de um questionário de avaliação do vínculo continuado após o luto (QAVCAL)
Autor: Semedo, Joana Castanho Moura
Orientador: Moreira, João Manuel, 1964-
Palavras-chave: Luto
Laços
Vínculos
Adaptação
Inadaptação
Teses de mestrado - 2017
Data de Defesa: 2017
Resumo: O luto de alguém significativo é um acontecimento potencialmente traumático e pode trazer consequências negativas para a saúde mental e física dos envolvidos. Existem teorias que consideram que a quebra do vínculo será a melhor forma de ultrapassar esse acontecimento, mas cada vez mais se considera a perspetiva de que a continuação dos laços poderá ser adaptativa. Para além dessa controvérsia existente e a dificuldade em demonstrar a funcionalidade da continuação dos laços, denota-se uma escassez de instrumentos pertinentes que possam ser usados na prática clínica. Neste sentido, foi elaborado o Questionário de Avaliação do Vínculo Continuado Após o Luto (QAVCAL), a partir de 37 itens representativos das várias facetas do vínculo continuado, como a presença controladora, a manutenção segura, o evitamento, entre outros. Efetuada uma análise em componentes principais (N=174), diferenciaram-se três domínios (Continuação de Laços Adaptativos, Continuação de Laços Desadaptativos e Evitamento), resultando numa versão final com nove itens e valores aceitáveis dos coeficientes alfa de Cronbach. As correlações entre as escalas e outros instrumentos mostram que existem associações positivas entre os Laços Continuados Adaptativos e algumas variáveis relativas ao funcionamento adaptativo, e entre os Laços Continuados Desadaptativos e o Evitamento e as variáveis relativas à presença de patologia, incluindo o luto patológico. A presença de laços continuados está negativamente relacionada com o estilo evitante, e a de Laços Continuados Desadaptativos com o estilo ansioso. Estes resultados demonstram que existem diferentes manifestações de laços continuados após o luto, com diferentes consequências em termos da saúde mental dos indivíduos. Assim, os resultados encorajam a prosseguir o estudo deste questionário, a fim de disponibilizar um instrumento válido e útil, quer para a avaliação clínica quer para a investigação sobre o papel dos laços continuados na adaptação e acomodação à morte de uma figura significativa.
Losing a significant other is a potentially traumatic event that can bring negative consequences to the mental and physical health of those affected. There are theories that sustain that breaking the bond with the deceased is the best way to overcome this event, but the perspective that continuing bonds may be adaptive has gained growing acceptance. In addition to the existing controversy and to the difficulty in demonstrating the functionality of continuing bonds, a scarcity of relevant assessment instruments for use in clinical practice is also felt. With this in mind, the Post-Bereavement Continuing Bonds Assessment Questionnaire (QAVCAL) was developed, starting from a set of 37 items representative of the several facets of continuing bonds, such as controlling presence, secure maintenance and avoidance, among others. A principal components analysis (N = 174) differentiated three domains (Adaptive Continuing Bonds, Maladaptive Continuing Bonds, and Avoidance), resulting in a final version with nine items and acceptable Cronbach’s alpha values. Correlations between the scales and other instruments showed positive associations between Adaptive Continuing Bonds and some variables related to positive functioning, and of both Maladaptive Continuing Bonds and Avoidance to psychopthology-related variables, including pathological mourning. The presence of continuing bonds was negatively related to the avoidant attachment style, and that of Maladaptive Continuing Bonds to the anxious style. These results show that there are distinct manifestations of continuing bonds after bereavement, with different consequences in terms of the mental health of individuals. Therefore, results encourage the continuing study of this questionnaire, so as to make available a valid and useful instrument, both for clinical assessment and for research on the role of continuing bonds in adaptation and acommodation to the death of a significant figure.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2017
URI: http://hdl.handle.net/10451/33577
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie052899_tm.pdf712,57 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.