Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/3388
Título: A avaliação das estratégias de coping nas crianças e adolescentes : questões desenvolvimentistas
Autor: Couceiro, Ana Goreti Dias
Orientador: Sá, Maria Isabel Real Fernandes de, 1959-
Palavras-chave: Estratégias de coping
Psicologia do desenvolvimento
Teses de mestrado - 2008
Data de Defesa: 2008
Resumo: Este trabalho pretende avaliar a influência do desenvolvimento nas estratégias de coping utilizadas pelos indivíduos. Um outro objectivo deste estudo é o de analisar até que ponto os instrumentos utilizados para avaliar as estratégias de coping usadas pelas crianças e adolescentes têm em conta o seu nível de desenvolvimento. Segundo Compas et al. (2001), o coping é influenciado pelo aparecimento de capacidades cognitivas e comportamentais para a regulação interna e do meio ambiente. Nenhuma definição do coping está completa sem a noção do papel central que o factor idade desempenha na modulação da adaptação individual ao stress, entre outras adaptações (Skinner & Edge, 1998). Na primeira parte do trabalho apresenta-se a pesquisa bibliográfica sobre as estratégias mais usadas pelas crianças e adolescentes, na segunda os resultados obtidos com a aplicação de um questionário “Questionário de estratégias de Coping e de Regulação Emocional” de Moreira, Crusellas, Ribeiro, Vaz. (2005). Este questionário foi aplicado a 271 jovens de ambos os sexos (121 rapazes e 150 raparigas) com idades compreendidas entre os 10 e os 17 anos, em duas escolas na zona do Barreiro. O estudo psicométrico do questionário indica que é valido para a população a que se destina. Um outro resultado importante revela que existe uma diferença entre as estratégias utilizadas pelas crianças e as utilizadas pelos adolescentes, nomeadamente, nas dimensões Catastrofização e Distracção. Por último, são discutidas as limitações e as implicações do presente estudo para futuras investigações.
This work aims to study the influence of human development in the coping strategies. Another objective of this study is to understand to what extent the instruments used to assess children and adolescents’ coping strategies take into account their development level. According Compas et al. (2001), the coping is influenced by the emergence of cognitive and behavioral capabilities for the internal and environment regulation. No definition of coping is complete without the notion of the central role that the age factor plays in the modulation of individual adaptation to stress, among other adjustments (Skinner & Edge, 1998). This work carried out research on the strategies used more frequently by children and adolescents, and presents a study a questionnaire “Questionnaire of coping strategies and emotional regulation” from Moreira, Crusellas, Ribeiro, Vaz. (2005). This study resulted from the application of the questionnaire to 271 young people of both sexes (121 boys and 150 girls) aged between 10 and 17 years, in two schools in the area of Barreiro. The results show that the questionnaire is valid for the sample. Another important result shows that there is a big difference between the strategies used by children and those used by adolescents, namely children use more catastrophizing and distraction strategies than adolescents. To finalize, it is discussed the limitations and the implications of this study for future research.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde -Núcleo de Psicoterapia Cognitiva, Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/3388
Aparece nas colecções:FPCE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039406_tm.pdf605,04 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.