Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/33902
Título: Conceção de edifícios de construção sustentável e passiva na Bélgica com base nas ferramentas PHPP
Autor: Barbosa, Pedro Miguel Cabral Sebastião de Medeiros
Orientador: Panão, Marta João Nunes Oliveira
Palavras-chave: Casa passiva
PHPP
Construção
Edifícios
Energia
Eficiência energética
Conforto térmico
Zero energia
Teses de mestrado - 2018
Data de Defesa: 2018
Resumo: O sucesso da conceção de edifícios passivos e eficientes por meio do método de planeamento Passive House Planning Package (PHPP) tem sido comprovado por todo o Mundo, em especial na Europa e na América do Norte. Tratem-se de construções novas ou de reabilitações, os elevados níveis de conforto e os consumos energéticos bastante reduzidos destes edifícios agradam os seus utilizadores e contribuem para o desenvolvimento de um sector residencial mais sustentável, revelando serem, na sua maioria, investimentos viáveis e até lucrativos, como é apresentado neste estudo. As Passive Houses, designação atribuída às habitações cumpridoras dos padrões passivos, poderão formar a base da transição energética de alguns países e ainda servir de instrumento facilitador à implementação dos edifícios nearly Zero Energy Buildings (nZEB), como requerido pela Diretiva Europeia 31/2010/EU. Este método começa agora a ser implementados em Portugal, pelo que, o país poderá beneficiar do exemplo e estratégia desenvolvidos pela Bélgica, cujos trabalhos, nas ultimas décadas, têm sido realizados no sentido de reduzir largamente o consumo energético dos seus edifícios. De notar que este sector, em 2005, chegou a ser responsável por cerca de 35% do consumo de energia primária do país, dos quais 73% eram exclusivamente provenientes do sector residencial. Segundo algumas previsões, em 2030, a Bélgica poderá ver o consumo nos edifícios reduzido para metade, sendo mesmo presentemente, devido aos investimentos realizados na área, já ser possível verificar uma melhoria significativa. Paralelamente, segundo estudos realizados, no período de inverno de 2014/2015, Portugal foi o país da Europa no qual existiu a maior taxa de mortalidade relacionada com o frio, totalizando as 466 mortes por cada 100 mil, quando, nem Estónia nem Finlândia terão registadas fatalidades inerentes às baixas temperaturas. Isto ilustra um problema de saúde pública em Portugal diretamente relacionado com o reduzido conforto térmico e baixo desempenho energético dos edifícios portugueses para os quais são ainda utilizados métodos construtivos e sistemas de produção de calor ultrapassados. É com o objetivo de importar algum conhecimento e experiência e consciencializar para esta problemática que surge este trabalho, no qual são abordadas algumas das vantagens e das desvantagens do método de conceção energética PHPP.
The passive and efficient buildings conception success through the Passive House Planning Package method (PHPP) has been established around the world, notably in Europe and North America. New build or refurbishment, the higher-end comfort and the lower energy consumptions of these buildings attract the users and contribute on developing a more sustainable residential sector, revealing, in its majority, to be a feasible and even profitable investment. Passive Houses, designation given to the households obeying the passive standards, may form the basis to an energetic transition in some countries and serve as an enabling vehicle to implement the nearly Zero Energy Buildings (nZEB), as required by the European Directive 31/2010/EU. This method is starting now to be implemented in Portugal, so it can benefit from the example and strategies developed by Belgium, on which, the past decades work has been made on the direction of largely cutting the energetic bill of its buildings. Note that this sector in 2005 was responsible alone for around 35% of the country’s overall primary energy consumption, from which 73% were exclusively resulting from the residential sector. According to some predictions, in 2030, Belgium may watch its buildings energy consumption reduced by half, being currently possible to verify major improvements generated by the past years investments on this area. Simultaneously, according to some studies, during the 2014/2015 winter season, Portugal was the country in Europe in which the higher cold related mortality rate was observed, with an overall 466 deaths on each 100 000. Neither Estonia or Finland have registered a single fatality due to low temperatures during this period. This illustrates a public health issue in Portugal, directly related to the low thermal comfort and energetic performances of the Portuguese buildings which are still being built through outdated construction methods and using outdated heating systems. This work presents some pros and cons of the PHPP energy conception method and aims both to import some know-how and experience and to help raise awareness on an existent problematic.
Descrição: Tese de mestrado integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, em 2018
URI: http://hdl.handle.net/10451/33902
Designação: Mestrado Integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc124466_tm_Pedro_Barbosa.pdf7,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.