Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3403

Título: Análise da resposta imunitária celular à Leishmania sp. em murganhos tratados e vacinados
Autor: Gato, Maria Inês Correia Vale de
Orientador: Gomes, Gabriela Santos
Zilhão, Rita Maria Pulido Garcia, 1959-
Palavras-chave: Parasitas
Imunologia
Leishmaniose
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2009
Resumo: A compreensão das respostas imunológicas associadas à susceptibilidade ou à resistência do hospedeiro à infecção por Leishmania é fundamental para o desenvolvimento de ferramentas imunoprofiláticas (vacinas), e para a implementação de novos compostos terapêuticos, mais eficazes e menos tóxicos, tornando o controlo da leishmaniose mais eficiente. A compreensão da resposta imunitária celular desenvolvida no modelo animal roedor (Mus musculus) através da determinação do padrão de expressão de citocinas pelos linfócitos T CD4+ e CD8+, permitiu-nos analisar o tipo de resposta imunitária (Th1, Th2, Th3 ou Th17; Tc1 ou Tc2) que poderá ser desenvolvida, e relacioná-la com a carga parasitária presente nos órgãos onde leishmania se multiplica (consoante a espécie). Neste trabalho, avaliou-se a actividade terapêutica de dois novos compostos sintéticos (TFL 6 e TFL7) no tratamento da infecção por L. infantum, e o efeito imunoprotector (vacinação) de três fracções proteicas (High, Inter e Low) e de duas proteínas recombinantes, ciclofilina A e Superóxido dismutase (CifA e SOD) na leishmaniose cutânea do novo mundo e na leishmaniose visceral zoonótica, respectivamente. Ambos os compostos induziram redução da carga parasitária, no entanto os animais tratados com o TFL6 não sofreram alterações na resposta imunitária celular em relação ao grupo controlo, enquanto que o TFL7 induziu o desenvolvimento de uma resposta regulatória com níveis elevados de IL-10. As fracções Inter e Low induziram uma acentuada redução da multiplicação de L. shawi na derme, acompanhada por uma resposta imunitária do tipo Th1 associada à resistência à infecção. A proteína recombinante CifA impediu o estabelecimento da infecção por L. infantum e induziu o desenvolvimento de uma resposta citotóxica. Este trabalho incentiva a continuação de estudos no desenvolvimento de potenciais vacinas e novos fármacos para o controlo das várias formas clínicas de leishmaniose.
The understanding of the immune responses associated to susceptibility or resistance of the host infected by Leishmania is important for the development of immunoprophylactic tools (vaccines) and for the implementation of more effective and less toxic new therapeutic compounds improving the control of leishmaniosis. The analysis of the cellular immune response developed in a rodent model (Mus musculus) by evaluation of the cytokines expressed by CD4+ and CD8+ T cells, allowed us to know what kind of response (Th1, Th2, Th3 and Th17; Tc1 or Tc2) predominates in association with the parasite load present in the organs where Leishmania replicates. In this study, the therapeutic activity of two new synthetic compounds (TFL6 and TFL7) against L. infantum and the immunoprotective effect (vaccination) of three proteic fractions (High, Inter and Low) and two recombinant proteins, cyclophiline A and superoxide dismutase (CifA and SOD) were evaluated for new world cutaneous leishmaniasis and zoonotic visceral leishmaniasis, respectively. Both compounds induced a high reduction of parasite load, but the animals treated with TFL6 had cellular immune response identical to the control group, while the expression of cytokines in animals treated with TFL7 suggest the development of a regulatory immune responses. Inter and Low fractions evidenced an accentuated reduction of L. shawi replication in the dermis associated to a prevalent Th1 immune response which is associated to resistance to infection. The immunization of mice with recombinant protein cyclophiline A protein caused the apparent elimination of the parasite associate to a cytotoxic immune response This work encourages further studies on the development of potential vaccines and new drugs for the control of different clinical forms of leishmaniasis.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/3403
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc_tm_Maria_Vale_de_Gato.pdf9,66 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE