Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3509

Título: Padrões nas associações de macroinvertebrados bentónicos de diferentes habitats na Ria de Aveiro e no estuário do Mira
Autor: Duarte, Marina de Jesus Valentim
Orientador: Cabral, Henrique N., 1969-
Palavras-chave: Ecossistemas aquáticos
Macroinvertebrados
Bentos
Ria de Aveiro - Portugal
Teses de mestrado- 2011
Issue Date: 2011
Resumo: Os sistemas costeiros de transição, como os estuários e as lagoas costeiras, estão entre os ecossistemas aquáticos mais produtivos e valiosos do planeta. Uma das características mais importantes destes ambientes é o facto de formarem mosaicos de habitats, que vão desempenhar funções vitais para as espécies que neles habitam e, consequentemente, para a ecologia geral do estuário. As variáveis ambientais têm um papel determinante na definição das características destes ecossistemas e dos seus habitas, pois vão determinar a sobrevivência e a distribuição dos organismos. É o caso da granulometria do sedimento, que influencia a estrutura das comunidades que nele habitam. O objectivo deste trabalho é avaliar as diferenças nas comunidades de macroinvertebrados bentónicos associadas a diferentes habitats estuarinos (zonas de sapal, áreas interdidais e áreas subtidais), permitindo relacionar o uso destes habitats por espécies de outros grupos de organismos, em particular de peixes, com a comunidade bentónica. A amostragem realizou-se na Ria de Aveiro e no estuário do Mira, em Abril de 2009. Foram recolhidas 5 amostras de sedimento em cada habitat (sapal, intertidal e subtidal) em duas estações de amostragem (A e B), perfazendo um total de 60 amostras. Para uma caracterização quantitativa das áreas de estudo foram calculados valores médios de densidade, e aplicaram-se os índices de diversidade de Shannon-Winer (H’) e de Simpson, e o índice de Equitabilidade de Pielou (J’) para uma avaliação da estrutura da comunidade. Realizaram-se análises canónicas de correspondências, utilizando a granulometria do sedimento como variável ambiental, para avaliar o padrão espacial de distribuição dos macroinvertebrados bentónicos nos habitats. Verificou-se uma elevada densidade de alguns taxa como Hediste diversicolor, Streblospio shrubsolii, Hydorbia ulvae, Scrobicularia plana, Oligochaeta e Semelidae. O estuário do Mira caracterizou-se pela elevada riqueza específica do grupo Polychaeta, embora por vezes, em densidades bastante inferiores aos outros taxa registados.
Coastal transition systems, such as estuaries and coastal lagoons, are among the most productive and valuable aquatic ecosystems on the planet. One of the most important characteristics of these environments is the fact that they form habitat mosaics, which perform vital functions for the species which inhabit them and, consequently, for the overall ecology of the estuary. Environmental variables play a very important role in defining the characteristics of these ecosystems and their habitats, as they not only determine the survival, but also the distribution of the organisms. Is the case of sediment granulometry, as it influences the structure of the communities which inhabit it. The aim of this study is to evaluate how the differences found in benthic macroinvertebrates communities are related to the different estuarine habitats (sapal areas, intertidal areas, subtidal areas), allowing to evaluate a relation between habitat use of these habitats by other groups, particularly fish, and the benthic community. Sampling was conducted in the Ria de Aveiro and in the Mira estuary during April 2009. Five sediment samples were collected in each habitat (salt marsh, intertidal and subtidal) during two sampling stations (A and B), providing a total of 60 samples. For a quantitative characterization of the study areas, mean density values were calculated. The Shannon-Wiener (H’), and Simpson diversity indices, and Pielou’s evenness (J’) index, were applied to assess community structure. Canonical correspondence analyses were used to evaluate the spatial distribution pattern of the benhtic macroinvertebrates in the habitats, using sediment grain size as an environmental variable. A high density of some taxa like Hediste diversicolor, Streblospio shrubsolii, Hydorbia ulvae, Scrobicularia plana, Oligochaeta e Semelidae was verified. In the Mira estuary was also verified a high species richness in the Polychaeta group, although, sometimes, this densities were far inferior from the other taxa identified.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Ecologia Marinha). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/3509
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc090711_tm_marina_duarte.pdf826,52 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia